Intuição (vídeo)

119_thumb_intuição

A intuição, rápida como um coelho, nos ajuda a tomar decisões sem gastar muita energia, enquanto a razão,  lenta como uma tartaruga, exige um maior esforço, mas pode nos trazer melhores resultados. Muitas vezes, é mais econômico tomar decisões de forma intuitiva, mas isso aumenta as suas chances de cometer erros. No vídeo de hoje, vamos falar sobre essas duas formas de pensar: uma rápida e outra devagar. Você pode ver o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

Pra quem não entendeu o que o coelhinho e a tartaruga tem a ver com o assunto: o pensamento intuitivo é mais rápido, como um coelho, enquanto o pensamento racional é mais lento, como uma tartaruga. Como intuição e razão são conceitos extremamente abstratos, usamos essas metáforas visuais para conseguir ilustrar de forma mais explícita as características destas duas formas de pensar.

Referências recomendadas

Fiske, S. T., & Taylor, S. E. (2008). Social cognition: From brains to culture (1 ed.). New York: McGraw-Hill.

Esse livro foi uma importante referência pra maior parte das informações que a gente abordou no vídeo de hoje. Ele é a nossa principal recomendação para se aprofundar no assunto. Só é importante ressaltar duas coisas: não existe versão dele em Português e já existe uma edição mais nova do livro que foi publicada a alguns anos atrás.

Dito isso, também vou disponibilizar aqui alguns links para outras fontes de informação sobre esse assunto para quem quiser se aprofundar um pouco mais: link, linklink, link, link, link, link, link, link.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 1 comentário

  1. Alberto disse:

    Tem um grande erro aí. 2+2=4 e 10+10=20 são situações de respostas rápidas e corretas porque no passado demoramos tempo para aprender e memorizá-las. Trazer isso da memória não é intuição, é lembrança. É algo já sabido. Se é algo já sabido porque se aprendeu, e se aprendeu o certo e comprovado, erramos? Nunca.

    Então por que diz que erra mais usando a intuição? Ora, porque nesse caso não seria decisão de responder baseado num aprendizado anterior que virou memória, mas no sentido do uso convencional, uma resposta aleatória.

    Você vai ter de se decidir primeiro o que é realmente intuição para não errar tanto como fez aqui.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM