Por que as pessoas se importam com a opinião dos outros? (vídeo)

245_thumb_reputação

Você já se sentiu mal depois de ouvir uma crítica de alguém ou se sentir ignorado nas redes sociais? Hoje vamos falar sobre como o passsado evolutivo da nossa espécie e as circunstâncias atuais em diferentes culturas podem te ajudar a entender porque essas coisas são tão desconfortáveis para tanta gente. Você pode ver o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

A reputação funciona como um sinal que informa as outras pessoas sobre a propensão de alguém agir de uma certa forma. Hoje vamos falar especificamente da reputação enquanto um sinal de que uma pesssoa é cooperativa e tende a retribuir as ajudas que recebe. Nesse sentido, a reputação costuma ser fundamental para a harmonia e a estabilidade de um grupo, já que tende a incentivar a cooperação entre os membros e a reduzir comportamentos egoístas de aproveitadores ou trapaceiros. Ao que tudo indica, essa preocupação com a própria reputação e a dos outros é uma herança que herdamos da vida em grupo que os primeiros humanos caçadores-coletores levavam. Durante cerca de 95% da existência da nossa espécie, nós vivemos como grupos de caçadores-coletores. As pessoas que vivem em grupos assim são altamente dependentes da cooperação entre os membros para conseguir sobreviver e se reproduzir.

Referências recomendadas

Consulte a seguir diferentes materiais discutindo reputação, cooperação, evolução e trapaceiros: link, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link.

 

Quais são as causas da violência humana? (vídeo)

236_thumb_violência

O que causa a violência? Pessoas violentas costumam possuir transtornos mentais? Maus-tratos na infância podem gerar pessoas mais violentas na fase adulta? Hoje falaremos de algumas das principais causas da violência. Você pode ver o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

Aqui vai um trecho do começo do vídeo: Se quisermos diminuir a violência urbana, precisamos entende-la primeiro. Do contrário, correremos o risco de escolher soluções ineficientes ou que podem acabar aumentando mais ainda o problema. Eu sou o André, doutor em psicologia e para mim violência boa é violência prevenida. A violência ocorre quando uma pessoa causa intencionalmente um dano ou abuso a outra pessoa ou a ela mesma. Ela pode tomar muitas formas, tais como suicídio, violência sexual, maus-tratos infantis, bullying, guerras ou terrorismo e já falamos de quase tudo isso aqui no canal. Atos violentos podem ser estimulados ou inibidos por muitos fatores. Muitos mesmo. Se você vive em um lugar com maiores níveis de desigualdade entre gêneros ou de renda, por exemplo, maior tenderá a ser a violência nesse lugar. Regiões e cidades mais quentes do mundo tendem a ser mais violentas em média independentemente de variáveis como idade, pobreza e cultura de honra. Dias, meses e anos mais quentes também se relacionam com maior violência. O clima mais quente talvez te predisponha a agir mais violentamente por afetar neurotransmissores no seu cérebro, tais como a serotonina, que costumam regular coisas como impulsividade e disposição para interagir com outros.

Referências recomendadas

Aqui vão boas referências sobre violência, agressividade e muitos outros tópicos relacionados com isso que não abordamos diretamente no vídeo de hoje: link, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, link, link, link, link, link, link, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link.

Inveja e redes sociais (vídeo)

225_thumb_inveja

As redes sociais são lugares muito propícios para estimular a inveja e veremos hoje os possíveis impactos disso, além de como as redes sociais te condicionam para permanecer dentro delas. Você pode ver o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

Referências recomendadas

Seguem algumas referências boas sobre o assunto do vídeo de hoje: link, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, link, link, link.

O agridoce sabor da vingança (vídeo)

223_thumb_vingança

“A vingança nunca é plena, mata a alma e envenena” já diria o célebre pensador, Seu Madruga. Afinal de contas, será que a vingança nos traz o que esperamos? E por que sentimos o impulso de nos vingar em primeiro lugar? Você pode ver o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

Referências recomendadas

Aqui vão alguns ótimos materiais para consultar sobre a vingança: link, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, link.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM