Psicopatia (vídeo)

85_thumb_psicopatia

A psicopatia é um dos temas mais polêmicos e complicados na psicologia e psiquiatria. Saiba como a psicopatia é entendida atualmente nessas duas áreas, qual é a diferença entre psicopatia, sociopatia e psicose, além de conhecer também os principais mitos sobre esse assunto no vídeo de hoje. Assista o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

No vídeo de hoje nós apelamos nas referências culturais! Aqui vai uma explicitação de quais foram. Um dos primeiros desenhos mostra quatro personagens dos quadrinhos: o Coringa, a Harley Quinn (“Arlequina”), o Punisher (“Justiceiro”) e o Peter Quill, dos Guardiões da Galáxia. A ideia aqui foi ilustrar o fato de que pessoas que se envolvem em ações criminosas variam muito quanto à sua personalidade, indo desde alguém como o Coringa até o Peter Quill, que é um herói da Marvel (mesmo ele comete atos criminosos nos quadrinhos e no filme). Em outro desenho, nós citamos três personagens do Watchmen: o  Comediante, o Ozymandias e o Dr. Manhattan (atenção, a cena do vídeo que linkei no nome do Dr. Manhattan pode ser considerada um pouco forte para alguns). Achamos que cada um deles ilustrava de maneira interessante cada uma das 3 principais características que citamos da psicopatia. Depois fizemos também menção à série da Netflix do momento: Stranger Things (“Bagulhos Bizarros”) no desenho que mostra a Winona Ryder vendo bagulhos bizarros rolando com as luzes de natal. Por último, nós mencionamos o Freezar, vilão de Dragon Ball Z, e o Goku também.

Referências recomendadas

O principal trabalho no qual nos baseamos para fazer o vídeo de hoje foi um artigo publicado na revista Psychological Science in the Public Interest. O artigo (que é bem grande e denso) tem o objetivo de esclarecer os principais mitos sobre a psicopatia e discute várias questões super interessantes sobre o assunto, além de citar e descrever os principais trabalhos científicos sobre o isso. Nós não nos aprofundamos nem em um terço de tudo que os autores discutem, então quem ficar interessado deve dar uma olhada nesse artigo para saber um pouco mais! Também existem outras fontes interessantes sobre tópicos que abordamos no vídeo, como os links a seguir: link, link, link.

Se colocando no lugar do outro (vídeo)

25_teaser_empatia

A empatia é uma capacidade que nos permite se colocar no lugar do outro e compartilhar a dor ou alegria que alguém está sentindo. No vídeo de hoje, falaremos sobre o que é empatia, como ela se diferencia de algo conhecido na psicologia como teoria da mente e como essas duas capacidades fazem toda a diferença no caso de pessoas com psicopatia e autismo. Veja o vídeo abaixo (ou veja aqui).

 Referências recomendadas

Singer, T., & Tusche, A. (2013). Understanding others: Brain mechanisms of theory of mind and empathy. In P. W. Glimcher, & E. Fehr (Eds.), Neuroeconomics: Decision making and the brain (2nd ed., pp. 513-532). London: Academic Press.

O capítulo de livro acima faz uma descrição e diferenciação entre empatia e teoria da mente, enfatizando os aspectos neurais subjacentes à essas capacidades. Muito do que citamos no vídeo é explorado nesse trabalho.

De Waal, F. B. M. (2008). Putting the altruism back into altruism: The evolution of empathy. Annual Review of Psychology, 59, 279–300. doi:10.1146/annurev.psych.59.103006.093625

Já esse artigo, embora também focado na empatia, explora mais as questões biológicas e evolutivas da empatia. Muitos trabalhos comparativos com outros animais são descritos no trabalho, bem como algumas das mais influentes teorias da evolução da empatia.

Baron-Cohen, S. et al. (2001). The “reading the mind in the eyes” test revised version: A study with normal adults, and adults with Asperger Syndrome or high functioning Autismm. Journal of Child. Journal of Child Psychology and Psychiatry, 42(2), 241-251.

Simon Baron-Cohen, um dos maiores pesquisadores sobre o assunto, desenvolveu uma medida de teoria da mente utilizada vastamente na psicologia, as imagens que exibimos no início do vídeo são também usadas nessa medida.

Decety, J. & Ickes, W. (2009). The social neuroscience of empathy.  Cambridge: MIT Press.

Por fim, esse livro é uma compilação da pesquisa em neurociência social da empatia nos últimos 20 anos. O simples fato de existir um livro tão específico sobre esse tema demonstra a importância que a empatia têm recebido nessa área.

Também vale citar o livro da Tania Singer sobre compaixão e meditação disponibilizado de maneira gratuita na internet já divulgado aqui no blog, no qual treinamentos de empatia são descritos além de muitos outros temas.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM