Toxoplasmose

Ouvi no TWiS.
Numa ação conjunta, pesquisadores daqui, dos EUA, da Inglaterra, França, Itália e Dinamarca descobriram que nós temos os casos mais graves de toxoplasmose entre os países estudados.
A doença estudada foi a retinocoroidite toxoplásmica congênita, uma lesão no globo ocular, que é bem mais agressiva no Brasil que nos outros lugares, causada pelo protozoário Toxoplasma gondii.
Esse parasita precisa de gatos para completar seu ciclo biológico e geralmente infecta humanos que tiveram contato com fezes desses animais.
O que não é tão difícil assim.
Eu tenho uma gata e trato seus excrementos como lixo radioativo quando estou limpando sua caixa de areia, mas tenho consciência de que isso não basta, pois ela, ao enterrar sua sujeira, entra em contato com ela através das patas. E aí sai andando pela casa.
As medidas que eu tomo são: não deixar que ela suba na minha cama ou na mesa, lavar meus pés antes de deitar, trocar o lençol todos os dias e me lavar sempre que manusear ou brincar com o animal.
Toxoplamose é a doença parasitária mais comum achada em pessoas ao redor do mundo. A infecção causa lesões inflamatórias no fundo dos olhos que podem afetar a visão, e o genótipo brasileiro da bactéria é o de maior virulência no mundo, segundo conclusão do estudo.
Não é que tenhamos mais gatos ou mais contato com eles ou hábitos higiênicos mais precários, apenas que, aqui, essa doença é mais forte.
Essa retinocoroidite do estudo é congênita, ou seja, adquirida antes do nascimento e a recomendação é de que mulheres grávidas evitem gatos como evitariam A Praga.
Números: as crianças nascidas no Brasil com essa condição têm 50% mais chances de desenvolver a doença no primeiro ano de vida que as nascidas na Europa (10% por lá) e suas lesões são geralmente maiores e tendem a ser múltiplas.
E de todas as crianças brasileiras do estudo, 87% têm chance de perder a visão, contra 29% das européias.
Não precisamos ficar longe de gatos (segundo uma reportagem na Galileu, eles são até benéficos para a nossa saúde), só precisamos tomar mais cuidado com os bichanos e seus hábitos escatológicos…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 14 comentários

  1. márcio disse:

    artigo jóia, igor, de utilidade pública.
    lá no apartamento tem duas gatas, que só faltam cagar na minha cara.
    vou tomar mais cuidado…

  2. Putz… com tantos cuidados, melhor nem ter um gato. Lavar os pés antes de dormir?! Eu quase não paciência nem pra escovar os dentes!! hehe

  3. Igor Santos disse:

    Só esqueci de dizer que nem todo gato é portador do protozoário.

  4. Igor Santos disse:

    Eu sou hiperativo…

  5. Igor Santos disse:

    Tome mesmo, senão vc pode acabar assim.

  6. Marcelo disse:

    Caro Igor,
    parabéns pelo seu artigo, sou oftalmologista e convivo de perto com vários pacientes vítimas da toxo, outras recomendações que eu acrescentaria, se vc permitir, seria o de sempre lavar as mãos antes de se alimentar, lavar bem alimentos crus e escolher bem os restaurantes que frequenta.Um abraço.

  7. Igor Santos disse:

    Muito obrigado, Marcelo.
    Tanto pela visita quanto pelo comentário mas mais ainda pelo acréscimo!
    Quanto à escolha de restaurantes, eu concordo mas acho que existem muitas variáveis incontroláveis.
    Obviamente é mais fácil ser contaminado comendo num “mosqueiro” mas, como no trânsito, basta se descuidar uma vez.
    Não que eu queira criar paranóia no povo…

  8. Ju Galhardo disse:

    Igor, que terror essas cepas brasileiras!!
    Se permitir, vale complementar com um detalhe:
    É (beeem) mais fácil felinos jovens (e os imunossuprimidos) eliminarem os oocistos infectantes do Toxoplasma do que gatos bem cuidados e já adultos.
    Nem sou tão fã de gatos, mas certamente eles não são vilões!
    E para se infectar realmente temos que comer cocô de gato… principalmente via verduras, legumes regados com cocô…
    Muito jóia seu post!

  9. Igor Santos disse:

    Obrigado pelo elogio, Ju!
    Mas o pior da estória é que nem é tão difícil “comer cocô”.
    Basta deixar um garfo cair no chão ou um gato subir na mesa…

  10. jorgeta s disse:

    Que é que eu faço com minha gata depois de saber de tudo isso?

  11. jorgeta s disse:

    JA SABIA QUE GATO CAUSAVA DOENÇA MAS NÃO IMAGINA QUE FOSSE TÃO SERIO.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

tempo

setembro 2008
D S T Q Q S S
« ago   out »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

espaço

Locations of visitors to this page

desfrute e compartilhe

Creative Commons License
Esta obra de Igor Santos é licenciada sob Creative Commons by-nc-sa.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM