Coisas que não sei – comida carregada

Alguns anos atrás eu estava com a garganta inflamada e liguei para meu médico para perguntar o nome do remédio (eu tenho isso uma vez por ano, todo ano, sem falta e sempre tem o mesmo diagnóstico, então era estatisticamente seguro supor que era a mesma mazela de sempre sem precisar ir ao larigonlogista).
Nome dado, perguntei se tinha alguma restrição e recebi um: “Evite comer coisas muito quentes ou muito geladas. No mais, pode se alimentar normalmente.”
“Ótimo”, disse eu, “minha mãe fez assou um lombinho de porco hoje que vai virar minha janta!”
Rapidamente, ouvi um “NÃÃÃÃÃÃÃO!!!” estridente do outro lado da linha. “PORCO NÃO PODE!”
E mesmo sob protestos meus de “mas você disse que eu podia comer normalmente e, não sendo judeu, porco faz parte da minha alimentação normal”, a resposta continuou sendo “não coma carne de porco senão a inflamação piora”.
O mesmo conselho é válido para crustáceos (que eu nunca como normalmente, pois não sou apreciador de baratas pré-históricas nem de fábricas vivas de muco perolado), o que precipita a minha pergunta da semana: por que indivíduos totalmente não-alérgicos não devem comer carne suína ou crustáceos quando com alguma inflamação?
Eu sei que essa indicação é excessivamente abrangente por segurança (é melhor privar alguém imune de três refeições de costelinha do que expor a uma inflamação fatal alguém predisposto) e até conheço um sujeito que, após uma pequena cirurgia na mão, almoçou camarão, jantou porco e ceiou lagosta e não apresentou problema algum, mas desconheço totalmente o mecanismo de ação.
É uma proteína? Todo mundo diz que é, mas será mesmo?
Pergunta Bônus: uma pessoa alérgica a camarão deve também evitar espetinho de grilo quando viajando pela China continental?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 28 comentários

  1. Roberta disse:

    Bom saber, vou me lembrar disso!
    hahahahaha

  2. Leonardo disse:

    Essa coisa com carne de porco é extremamente exagerada.
    Que eu me lembre, algumas refeições (como carne de porco) podem fornecer ácidos graxos que são convertidos mais facilmente em metabólitos do ácido aracdônico, que por sua vez, apresentam papel crucial na inflamação (são pró-inflamatórios em sua maioria). Consequentemente, uma alimentação BASEADA em carne de porco pode levar a substituição de parte de nossa membrana plasmática por ácidos graxos que são mais ‘eficientes’ para serem usados durante o processo inflamatório. Concluindo:
    1. Não é proteína. Nós nunca absorvemos proteínas! Elas são degradadas no estômago (isso vale também para as dondocas que tomam pílulas de carnitina para queimar gordura).
    2. Dificilmente vai produzir um impacto quantitativo observavel

    • Ademir disse:

      Olha não entendo nada de quimica, biologia, etc. Mas, tive uma experiencia que não pretendo mais repetir. Estava recem operado de uma das mãos, tive que colocar 3 pinos, e estrava bastante inflamda.
      estava num barzinho, olhando uns amigos tomarem umas, ja que não podia beber, e pedi um caldinho de peixe.. Um dos amigos falou rapaz nao come isso que esse peixe e de escama, ê muito carregado. Eu falei isso ê besteira e entornei o desgraçado. Pronto, foi uma noite acordado com a mão LATEJANDO, noite de cão. Nunca mais duvido da sabedoria popular, a não ser que tenha razoões cientîficas para tanto.

      • Igor Santos disse:

        Ademir, você pode ter uma alergia leve a certos tipos de peixes e, por infelicidade, comeu um que piorou a condição da sua mão. Ou, por outro lado, pode ter sido uma outra coisa (não necessariamente ingerida) e você atribuiu ao peixe.
        E não recomendo que você dê ouvidos tão crédulos à sabedoria popular – a não ser que pretenda cobrir seus ferimentos com excrementos de vaca, por exemplo. Você está pensando de trás para frente; você deve ter razões científicas (evidências) para acreditar na sabedoria popular, e não o contrário.

  3. Igor Santos disse:

    Mas comer carne de porco durante um evento de inflamação não a piora, é isso?
    E crustáceos, mesma coisa?

  4. Leonardo disse:

    O efeito de uma alimentação baseada em carne de porco dificilmente seria algo mensurável. Como se trata de biologia, ainda mais inflamação (que possui vários fatores), qualquer profissional corre grande risco de bater o martelo na resposta. Lembrando que, só de haver o mito da carne de porco, facilmente pessoas passariam a relatar piora do quadro quando comem determinadas carnes (efeito placebo às avessas).
    IMHO, conversa fiada do médico.

  5. maria disse:

    fiquei curiosa com isso, cadê o doutor? nunca tinha ouvido essa. quanto aos grilos e outros invertebrados, acho que são quimicamente muito diferentes de crustáceos – pelo menos é o que me diz meu faro intolerante a frutos do mar.
    e esse negócio de evitar frio e quente, também acho que seja cascata. uma coisa facinha que os médicos dizem pra gente fazer só pra dar um consolo, dar a impressão de que a gente está se cuidando e evitando agressões. obedeço direitinho, claro, que consolo é sempre bom. mas não acredito muito.

  6. Igor Santos disse:

    Maria, eu acho que evitar picos de temperatura seja somente para não aumentar a dor.

  7. Karl disse:

    Eu não sei nada disso aí.

  8. Leonardo disse:

    “e esse negócio de evitar frio e quente, também acho que seja cascata”.
    Dificilmente nos expomos a uma situação que altere a temperatura interna corporal. Agora, tenha certeza que existe algum processo que nos faz adoecer ao nos expor a climas frios. Não é atoa que quase sempre nos resfriamos no inverno ou após um banho de chuva.
    Se tivesse que responder a essa questão (em uma prova, p.e.), tenderia a argumentar que a exposição ao frio leva a redução imunológica por induzir aumento de produção de cortisol. Chute puro, mas plausível (eu acho).

  9. Maria Ivete de Souza disse:

    Frutos do mar, carne de porco são proteinas estranhas ao nosso sistema imunológico,é uma resposta como de corpo estranho acarretando um processo imflamatório desencadeando a liberação de mediadores químicos.E o que consigo entender estudiosa de química farmacêutica.

  10. patricia barbosa pereira disse:

    e verdade que hiame,macacheira, camarão e feijão verde e considerado comida carregada?porque?

  11. Leônidas Costa Andrade disse:

    O frio e quente tem a ver com o choque térmico ou seja se você tomar algo muito quente (tipo chimarrão) e em seguida chupar um picolé (sorvete de palito) pode haver uma queda da imunidade por choque térmico, mas, tomar algo quente ou algo gelado isoladamente (sem associá-los) não causa nenhum problema, já a carne de porco é apenas um mito do tempo dos agás sem nenhuma comprovação científica, tal como, manga com leite, banho (de chuveiro) após as refeições, etc…

  12. Manuel Burregão Alfonçoles Vianna disse:

    Calnes de cerdo o porco saõ rexeitadas por ignorância relixiosa. Como existem muixos médicos Xudeus…

  13. Elisabethe Ribeiro disse:

    Na verdade, o calor é vasodilatador, e isso diminui a sensibilidade na garganta, no seu caso, melhorando o quadro doloroso.

  14. […] 9 – Calnes de cerdo o porco saõ rexeitadas por ignorância relixiosa. Como existem muixos médicos Xudeus… <= Não sabia que Xuxa era judia. (LINK) […]

  15. Verônica Maia disse:

    Tenho uma grande problema comigo minha garganta inflama por qualquer coisa, feijão verde , mcaxeira, batata doce, e todo tipo de crustacio

  16. animal disse:

    que porra foi postado ai hem?
    nunca vi nada mais ruim e sem coerência e coesão na minha vida.

  17. Edilaine de Almeida disse:

    Comi linguiça estou com inflamaçao ciatica isso piora a inflamaçao?

  18. Angelo disse:

    Carne de porco não sei, mas tem algumas frutas no nordeste que a pessoa com garganta inflamada não pode nem ver, (me falaram, eu não acreditem e um dia fui fazer o teste) é a Siriguela e tb a Cajarana, essas duas podem matar um se a pessoa estiver doente e for fazer a besteira que fiz de comelas

    • Igor Santos disse:

      Angelo, provavelmente você deva sofrer de alguma alergia a essas frutas, pois eu mesmo já as comi doente e nada senti, nem em melhora nem em piora dos sintomas.

  19. joao disse:

    aque em mceio dizem que nao pode peixe que teia coro tipo araia e bagre

  20. Rebeca disse:

    Kkkkkkkk… Bom, melhor pecar pelo excesso de cautela do que pela falta dele.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

tempo

agosto 2009
D S T Q Q S S
« jul   set »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

espaço

Locations of visitors to this page

desfrute e compartilhe

Creative Commons License
Esta obra de Igor Santos é licenciada sob Creative Commons by-nc-sa.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM