Como se chapar sem drogas

Apareceu por aí um textinho interessante sobre como sentir sensações estranhas sem o uso de substâncias ilícitas (ou modificadoras do estado normal de consciência).

Eu gostei e achei que deveria não só espalhar como adicionar algumas coisas à lista.
(O título diz “como se chapar com segurança sem drogas”, mas eu não garanto a segurança de nada aqui porque tudo isso pode ser tornar vício que, de certa forma, é sempre uma coisa perigosa.)

1 – Hipotensão postural ou “levantar rápido demais”.

Uma forma bem comum de se sentir mal que é razoavelmente parecido com estar bêbado por alguns segundos.
Para atingir esse estado de desorientação, diminua rapidamente a pressão sanguínea dentro do seu crânio. A melhor maneira de fazer isso é se deitar no chão com as pernas para cima, respirar aceleradamente por alguns segundos e levantar o mais rápido possível.

Cuidado: você pode desmaiar e bater com a cabeça no chão no processo, causando outro tipo de alteração de consciência, mas de forma bem mais grave e permanente.

Efeito momentâneo comum: desorientação.

2 – Hiperventilação ou “nirvana acelerado”.

Alguns monges gostam de passar dias sentados contabilizando o ar que entra e sai de seus narizes para alcançar um “estado de consciência mais elevado”, o que quer que isso signifique (i.e. nada), mas uma forma de se chegar lá sem perder horas da sua vida é respirar fundo o mais rápido possível por alguns minutos para aumentar a quantidade de oxigênio no seu sangue (eu não acho que a mistura gasosa realmente mude tanto assim, mas o efeito é real de todo jeito).

Cuidado: isso cansa bastante, então certifique-se de que seu sistema circulatório aguenta o esforço. Você não quer sofrer um derrame, né?

Efeito momentâneo comum: euforia.

3 – Alucinação hipnogógica ou “paralisia do sono”.

Eu tive isso naturalmente e foi um dos eventos mais aterrorizantes da minha vida (clique aqui para ler o relato). Talvez forçar o acontecimento seja mais interessante, ainda não testei.

Segundo a lista (que pode ser lida em inglês no primeiro link deste texto), basta deitar-se completamente imóvel, resistindo ao máximo o impulso de se mexer até que seu cérebro se engana (o que não é raro, vides ilusões de ótica) e acha que você já está pronto para sonhar. Coisas bizarras se seguem.

Cuidado: você pode ficar traumatizado para sempre e passar a acreditar em fantasmas e afins.

Efeito momentâneo comum: o abandono completo da razão e pensamento crítico. Você realmente vai acreditar que uma força maligna e sobrenatural está agindo sobre seu corpo.

4 – Euforia do corredor ou “overdose de endorfina”.

Tendo sido, durante boa parte da minha vida, um atleta, eu garanto a existência deste. Faça o seguinte: se exercite (correr é uma maneira boa, mas nem todo mundo sabe correr atleticamente) moderadamente até além da sua capacidade perceptível. Você vai sentir um cansaço incrível e uma vontade irresistível de se deitar num lugar ventilado pelos próximos vinte e cinco dias, mas não pare. Logo após esse ponto, você cruza um limiar e seu cérebro, com pena do seu corpo, libera uma quantidade incrível de endorfina, proporcionando um prazer imensurável, indescritível e inefável e que também é viciante. No entanto, você provavelmente vai passar os próximos cinco dias sentindo todos os músculos que possui reclamando vociferozmente, o que vai impedir que você de fato se vicie nisso.

Mas vale a pena enquanto dura.

Cuidado: novamente, tenha certeza de que seu coração não vai explodir com o esforço e que você está respirando o suficiente para não desmaiar em alta velocidade.

Efeito momentâneo comum: muito prazer, seguido de imensa exaustão.

A lista acaba aqui, mas eu ainda posso citar alguns métodos de se drogar usando somente seu próprio corpo.

5 – Alucinação auditiva hipnogógica ou “ei, você aí dormindo”.

O que acontece aqui é muito estranho, mas você só tem seu cérebro a culpar. Quando estiver quase dormindo, comece a pensar no seu próprio nome, no equivalente mental a “em alto e bom som”. Você pode até apimentar um pouco com alguns vocativos tipo “ei, [seu nome]!”.

Quando você começar a dormir, vai achar que está acordado ainda e que há alguém ao seu lado, em alto e bom som (desta vez fisicamente), chamando sua atenção.

Talvez você não consiga dormir por algum tempo depois disso por causa do susto, mas é interessante.

Cuidado: tenha certeza de que você não vai ficar achando depois que foi alguma alma penada puxando seu pé enquanto você dormia, especialmente se, no outro dia, você souber que alguém que você conhece morreu durante a noite.

Efeito momentâneo comum: medo do escuro.

6 – Embriaguez psicológica ou “ebriedade pavloviana”.

Esta só funciona se você já bebe e sabe como é se embriagar (clique aqui para um relato mais dramático).

O método é o seguinte: vá para onde você geralmente vai para beber e com as mesmas pessoas com quem você geralmente se embriaga. Passe o tempo que você passaria normalmente mas, e aqui está o segredo, não beba uma só gota de álcool.

O ambiente e as companhias terão, depois de várias sessões, condicionado você de tal maneira que, mesmo sem beber, você se sentirá embriagado.

Cuidado: nenhum. Sempre que você lembrar que não está bebendo, ficará sóbrio instantaneamente.

Efeito momentâneo comum: embriaguez.

7 – Alucinação do prisioneiro ou “vendo estrelas”.

Este aqui ocorre geralmente como efeito do primeiro desta lista (hipotensão postural), mas pode ser ativado sem aquele contexto.

Se tranque num quarto completamente escuro (que é uma coisa bastante difícil, mas você precisa estar com os olhos abertos e sem enxergar coisa alguma para que funcione) e espere uns vinte minutos. Seus olhos vão tentar se adaptar aumentando a sensibilidade da retina até que você veja alguma coisa, real ou não. Em algumas pessoas o resultado é tão intenso que chega a parecer com uma tela de televisor fora do ar, mas o mais comum são apenas algumas “faíscas fantasmas” passando pelos seus olhos.

Isso também ocorre comigo quando eu olho por muito tempo para um céu sem nuvens. Depois de alguns minutos, eu começo a ver as faíscas cinzentas cruzando minha visão através do campo azul do céu aberto, porém praticamente nada quando comparado com o que acontece na escuridão total.

Infelizmente a maioria de nós vive em locais onde a maior escuridão é, na verdade, uma penumbra, suficiente para tornar nossa visão monocromática mas não para ativar essa reação exagerada da retina. Mas lembre-se: guarda-roupas são geralmente bem escuros de noite.

Cuidado: se alguém acender uma luz onde você estiver, seus olhos vão doer bastante.

Efeito momentâneo comum: alucinação visual intensa.

8 – Desaparecimento ou “ponto cego”.

Nem tanto uma alteração de consciência, apenas uma curiosidade. Para enxergar, nossos olhos precisam se mover constantemente. Fixar o olhar em um ponto faz com que ele desapareça até que os olhos (ou o ponto) se movam.

É um pouco difícil conseguir isso olhando para um monitor (que não é estático, mas pisca várias vezes por segundo) mas bastante fácil num papel.

Desenhe um ponto num papel e olhe fixamente para ele por alguns segundos (tentando não mexer os olhos) e, pasme, o ponto desaparece!

É por isso que quando olhamos para um foco forte de luz, aquele ponto negro na vista desaparece e só volta a aparecer quando as condições mudam (ou seja, quando piscamos). A queimadura temporária na nossa retina (sim, queimadura) está fixa num ponto, então depois de algum tempo deixamos de percebe-la.

Cuidado: nada quanto à técnica, mas evite olhar para o sol porque sua retina pode ficar irremediavelmente danificada e desenvolver para sempre um ponto cego no seu campo visual.

Efeito momentâneo comum: alegria da descoberta.

Relate sua experiência nos comentários ou adicione mais algum tipo à lista.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 69 comentários

  1. Gabriel disse:

    Vamos tentar induzir a paralisia do sono? O difícil é não dormir efetivamente, com isso.

    • Renata disse:

      N sei se isso funciona de verdade msm n…pq, se fosse assim, como seria c pessoas q ficam amarradas por algum motivo ou imobilizadas qdo são picadas por cobra (dependendo do veneno) ou msm pacientes q se submetem a cirurgias cerebrias, onde a pessoa TEM q permanecer imóvele acordada por horas?…

      • Caio Framil Assumpção disse:

        eu mesmo ja fiz algumas dessas ai, ultimamente tenho problemas para dormir e estou a procura de uma maneira de concertar isso, aliás, sobre o que você disse, nestes momentos, as pessoas estão com estados mentais alterados pelas substancias em seus corpos, lembrando que medo (ou algo como) durando uma cirurgia, mesmo que sem efeitos químicos externos podem fazer seu corpo congelar, essa paralisia que ele diz é somente antes de dormir, é conhecida como “sleep paralysis” na psicologia, e existe pelo fato de que durante os sonhos, seu sua mente faria seu corpo mover, o que é arriscado enquanto se dorme, porém com essa paralisia, o seu corpo não responderia aos comandos do cérebro.
        pense assim:
        o tempo todo temos dois video games controlados por um só controle,
        um deles é o corpo, e o outro o pensamento. mas nos sonhos, temos de controlar só um dos video games, o pensamento. para isso temos de desligar o corpo, caso ele continue ligado, vai se mexer mesmo quando não devia. e isso pode se refletir nos sonhos, eu por exemplo ja tive varias ocorrencias de tentar correr ou andar nos meus sonhos porem ter uma absurda dificuldade, isso se deve ao fato de que ao tentar mover minhas pernas para trás, o meu corpo também tenta, más a cama está no caminho, impossibilitando, e como resposta, essa dificuldade é enviada para o cérebro e refletida no sonho. o mesmo vale para qualquer outro membro do corpo: mover os braços, girar o pescoço, “olhar para cima” e qualquer outro movimento que necessite um espaço que esteja obstruido ao deitar-se na cama

  2. Ju Galak disse:

    Quando eu estava no ensino médio e tinha aula à tarde me embebedava de coca-cola (veja bem , SÓ coca-cola)durante o almoço. Tinha que ser assim, as aulas de matemática eram entediantes.

  3. Guilherme Atencio disse:

    Muito bom.
    Eu já tive alucinação hipnogógica algumas vezes e a vontade de gritar e se mexer enquanto eu ouvia as pessoas à minha volta é simplesmente aterrorizante.

  4. Gabriel disse:

    Já tive a paralisia do sono (na última vez foi numa viagem de 15 horas de ônibus, o sono com a dificuldade de dormir fez isso.). Quando eu era mais novo, quando acontecia pensava que era o capeta, ou algo assim. Da última vez eu já estava safo, e sabia o que era, daí eu sei que basta ficar calmo e tentar “ligar” o cérebro, mandando ele acordar.
    “Forçar” o desmaio também fiz, quando adolescente. Ficava abaixado (de cócoras), respirando rapidamente, e levantava derrepente, prendendo a respiração e forçando o ar para fora (fazer pressão). Era tiro e queda, desmaiava na hora. Parei de fazer com medo das consequências rsrs
    A parada das “estrelas” quando a gente olha para o céu, já li que são os glóbulos brancos no nosso globo ocular, andando de lá para cá.
    O 5 eu faço um parecido de vez em quando. Quando começo a perceber que vou dormir, tento formar raciocínios lógicos. Tento calcular algo, fazer alguma associação. De repente me vejo fazendo as conexões mais malucas, ou realmente acreditando que estou trabalhando, ou em outro lugar. Do tipo “Laranjas são amarelas, vou comprar uma bicicleta. É, 2+2 é igual a 45.”. Daí eu percebo, e vejo como aquilo não fazia sentido, mas daí já emendo em outra viagem. É legal, pois o cérebro está querendo dormir, e eu não deixo, tento força-lo a pensar algo.
    Quero tentar o 4 huhu.

    • Renata disse:

      Só achei legal o 2 e o 4…ainda vou tentar…hehe
      O 5 eu as vzs faço automaticamente, sem querer. Na verdade, é qdo estou tentando dormir, mas n consigo (tenho insonia), então fico pensando em varias coisas q exigem raciocinio linear, tipo, fazendo planos de alguma coisa, ou calculos mais elaborados, ou imaginando escrevendo um texto, algo assim…aí de repente, qdo percebo q pensei algo sem pé nem cabeça, vejo q ja estava começando a cochilar e a entrar no 1º estagio do sono. é mto legal essa sensação…

  5. Bruno Gurgatz disse:

    Quando eu ainda não trabalhava e estudava a noite (leia-se vagabundo) eu ia dormir muito tarde, e o sono nem sempre era tranquilo…
    Várias vezes tive a paralisia do sono, e várias outras vezes tive alucinações de estar voando de vários jeitos, e quando “acordava”, estava paralisado na cama… já tinha até acostumado, não incomodava mais…
    Tenho ainda quando durmo mal, porém sem paralisia, só alucinação.
    Outra coisa. Quando eu fecho os olhos com força, ainda mais se apertar um pouquinho com a mão, eu vejo várias cores, vários padrões. Isso é normal? o que ocorre? É algo do tipo “7 – Alucinação do prisioneiro ou “vendo estrelas”.”?

  6. Igor Santos disse:

    Bruno, quando você aperta os olhos você está deformando temporariamente a retina e forçando uma mudança na resposta normal das células fotorreceptoras que passam a agir erraticamente, criando essa alucinação.
    Pelo mecanismo (células agindo de forma diferente), eu diria que é sim um tipo semelhante à alucinação do prisioneiro.

  7. Joaquim Azevedo disse:

    Experimentei o 4(Euforia do corredor) no final de semana passado… Fazendo 160km de bicicleta, quando chegamos aos 100km meu corpo doía muito(nunca tinha feito uma distância tão longa, meu máximo era 60km), mal conseguia pedalar e um carro de som passou e ficou na frente do grupo, tocando reggae, nessa hora parecia que todo cansaço tinha sumido! Fiz todo o restante do percurso com uma média acima do meu padrão e não estava cansado, até sentar no banco do ônibus para voltar pra casa! Chegando em casa foi o resto do dia dormindo. Mesmo hoje. uma semana depois, ainda estou ouvindo a música que estava tocando.

  8. Oi Igor,
    Alguns exercícios respiratórios de yoga são muito bons para “dar barato”. O primeiro se chama “o fole”. Senta-se confortavelmente no chão, de pernas cruzadas ou semi-cruzadas, de maneira a deixar a respiração o mais livre possível. Os movimentos respiratórios devem ser feitos com o ventre. Depois de alguns poucos minutos respirando-se profunda e calmamente, inicia-se uma série de movimentos respiratórios ventrais, inspirando e expirando o ar vigorosamente, várias vezes (de 20 a 100, para os mais experientes). Termina-se voltando a se respirar livremente com o ventre por alguns minutos. Repete-se o exercício mais 2 vezes, ou até 9 (para os muito experientes). Depois da série a sensação é realmente muito boa, muito provavelmente devido à hiperventilação provocada.
    Outro se chama “Samavritti pranayama”, e deve ser praticado por pessoas que já conhecem outros exercícios mais básicos de yoga. Consiste em sentar no chão confortavelmente, “soltar a respiração” (como no exercício anterior), e inicia-se uma etapa de inspiração contando-se ritmada e pausadamente até 8. Ao fim da inspiração, retém-se a respiração pendendo a cabeça para frente (de maneira a “travar” o pescoço), contando-se até 8. Em seguida, levanta-se a cabeça e expira-se contando até 8. Retém-se a respiração de pulmão quase vazio, “travando-se o pescoço” e conta-se até 8. Este é um ciclo completo. Para praticantes experientes, após o 10o ciclo a sensação é inebriante, e a vontade é de não parar mais. Contudo, se recomenda a supervisão de um professor de yoga experiente e de ter uma boa condição cardio-respiratória.
    abraço.

  9. Blog Mallmal disse:

    Na verdade o item 2 não se baseia no aumento da pressão de O2 no sangue, mas sim na redução da de CO2, conhecida como hipocapnia.

  10. smx disse:

    Bleh, ainda prefiro LSD…

  11. Igor Santos disse:

    Parabéns. Você é o cara.

  12. gil disse:

    Aconteceu algo estranho comigo esses dias eu estava mudando o canal da tv e derrepente ficou tudo escuro e so via luzes vermelhas e azuis e pessoas dançando mas em poucos segundo acordei sem saber direito onde eu estava e percebir que eu estava caido no chão com a boca sangrando e o rosto dolorido devido a pancada contra o solo, dai vim perceber que no momento que eu estava mechendo na tv era como eu estivese apagado derrepente e entrado em uma alucinação de no maximo uns 10 seg tinha uma pessoa do meu lado que viu tudo e me disse que cai teso como se cai uma arvore que esta sendo cortada e que eu me batia e falava algo emcompreendivel e levou apenas uns 10 seg o que pode ter acontecido comigo ?

  13. Igor Santos disse:

    Gil, pelo que você descreveu, muito provavelmente você teve um ataque epilético.
    Recomendo que você procure um neurologista. Você não vai querer ter um episódio assim quando estiver dirigindo ou atravessando uma rua.

  14. ARD disse:

    Bah, eu já tive um desmaio por ter levantado muito rápido do sofá. Eu me lembro de estar em pé e, de repente, tava ouvindo uns gritos, como se eu estivesse no meio de uma multidão. Ai, começou a me doer o queixo e o braço. Resumindo: Eu tinha desmaiado e batido com o rosto na quina do monitor do pc, hehehe. Caí por cima da cadeira e acordei no chão com ela em cima de mim e com um corte no queixo. Tri louco!
    E as paralisias do sono acontecem com certa frequência comigo também.
    Geralmente quando estou quase dormindo ou quase acordando. Eu ouço uns barulhos estranhos, tipo uns chiados, e se eu deixo eles aumentarem, sem pensar em nada, eu fico paralisado e consigo meio que controlar o sonho. Muito mais louco ainda 😀

  15. MoshBat disse:

    Eu ja usei DMT com cogumelo 🙂
    E de meia em meia hora eu cheirava cocaina e depois fumava um pra relaxar!
    Achei isso muito fraquinho!

  16. Linnos SR disse:

    O interessante é que o medo do escuro realmente parece ser apenas o efeito de alguma substância química no cérebro.
    Como muitas crianças, quando tinha medo do escuro eu metia a cabeça debaixo do cobertor para não ver nada (o medo era até de existir algo assustador olhando pelo vidro da janela ou na escuridão).
    Mesmo hoje, já aconteceu de eu acordar com medo, no meio da noite, sem saber o porquê. Mesmo agora tendo coragem de olhar para escuridão, sabendo que não verei nada de fantasmagórico, ainda é melhor esconder debaixo do cobertor e esperar o medo passar.
    Percebi que nestes casos, sempre era possível lembrar vagamente de um sonho assustador que eu tinha tido. Mesmo no momento não me lembrando da ameaça que existia no sonho, o medo ainda estava no meu corpo (no meu cérebro). Era realmente uma substância química. Para mim, no momento, o mais sábio é ficar quieto esperando a sensação passar.
    Pensando nisto uma curiosidade surgiu:
    Existiria alguma droga capaz de nos fazer sentir medo?
    Sei que gosto de filmes de alienígenas, suspense e terror para poder sentir um pouco da sensação gostosa de medo (ou a excitação do encontro com o desconhecido). Acho que se existe algo para viajar no medo, eu teria coragem de experimentar.

  17. Adriano disse:

    Outro efeito interessante é procurar formas repetidas na natureza “euclidiana”, vesguear os olhos até enchergar em 3D, aquele métodos das figuras que parecem estar em relevo no papel. Só que como em geral as formas que se repetem – grades ou alambrados, por exemplo – aprepsentam diferenças insignificantes na distância entre suas partes, dão então o efeito de estarem mais longe; às vezes bastante se você estiver bem próximo, e uma incrível sensação de nitidez nos detalhes. Não ligue se começarem a te olhar ao redor achando que além de vesgo é maluco ou catatônico.

  18. Pedro disse:

    eu ja tive uma Alucinação hipnogógica ou paralisia do sono naturalmente.mas nada tão aterrorisante. só me da um certo “nervo” por não conseguir me mexer…

  19. alex golemba junior disse:

    ahh eu sou gay… dou muito o cu e temho alucinações quando tão penetrando em mim… isso é normal? eu vejo varios pintos enormes batendo na minha cara… e vejo meu reflexo na cbeça deles beijos beijos kiss kiss

  20. Junior disse:

    WTF/ QUE bos*** que comentarão aki em sima meee nada ver O_O enfim .

    já tive paralisia do sono na primeira vez pensei que era coisa do domonio kkk mas depois que la melhor aprendi a controlar ….
    eu tinha a sensação de que tinha alguém e aparecia alguém ,como se tivesse se teletransportando toda ora a minha volta e depois com se um vento me trouxesse de volta tipo sentia minha na minha costas um vento …. muito tenso

  21. Tem um exercício muito interessante que aprendi numa aula de teatro:
    primeiro, se inspira e expira, uma vez, profundamente, om o corpo em pé e mantendo o olhar num ponto fixo.
    depois repete-se isso, mas dividindo a inspiração e expiração em dois tempos (inspira, inspira, expira, expira).
    depois em 3 (inspira, inspira, inspira, expira, expira, expira)
    aí 4, 5, 6… até chegar por volta de 20.
    nesse ponto, vai parecer que vc está chorando…
    aí, vc volta a respirar normalmente e, imediatamente, vc começa a rir UHASHUSSA
    é bem divertido 😀

  22. Renata disse:

    Gente, paralisia do sono é uma doença e n é nada agradável. Deve ser tratado. O namorado de uma amiga tinha, mas se tratou e agora n tem mais nenhum episodio. Qdo ela me contou, eu ate achei q fosse algo espiritual sim, mas dps, ela se informou e buscou tratamento p ele e ele ficou bom.

    • Igor Santos disse:

      Não, Renata. Paralisia do sono não é uma doença.
      Pode existir alguma condição que facilite a paralisia, mas ela não é doença tanto quanto espirrar não é doença, e sim apenas um reflexo de um possível problema.

  23. Renata disse:

    Uma coisa interessante, mas nem gosto de fazer mto, pois dá nervoso, é qdo eu to beem tonta, quase bêbada, sentar e fechar os olhos. Parece q eu to num simulador dakeles de montanha-russa. Começo a girar mto rápido e a ver cores e formas meio psicodelicas, mas n consigo ficar de olhos fechados por mto tempo, pq parece q vou cair, dá mto nervoso. Mas isso só dá certo qdo se está BEM tonto, tem q beber legal.

  24. HtRayY disse:

    Quer dismaiar ????
    Simples.
    segura a respiração e faz muita força.
    e Depois SOLTA DE UMA VEz…
    Fiz isso na escola acordei babando em cima do caderno kkkkkk.

  25. vítor disse:

    uma vez eu fiquei com uma doença, alguma dessas que da febre (quase todas) e quando fui dormir sonhei que estava acordado falando com minha irmã, também jogando box head e o mais incrivel é que eu me levantei e percebi q estava sozinho, voltei a dormir, mas dessa vez centado e quando acordei eu vi vômito no chão e não me lembro de ter vomitado, o pior é q se eu tivesse vomitado em quanto dormia eu n ia me virar para o chão.

  26. everton disse:

    eu tive um negosio desses parecido cundo era criança eu fiquei penssando que tava andando de bicicleta ae do nada eo comessei a fazer os movimentos de pedalar na cama e nao conseguia parar que foi isso ?

  27. Bruno disse:

    Linnos SR

    Existe droga que faz sentir medo sim, LSD e Cogumelo, se você usar e ficar num ambiente fechado, pequeno e sozinho ou pensar coisas ruins, elas vão aparecer

  28. Sirleny disse:

    PRECISO DE AJUDA, vou fazer primeira vez sexo, e preciso de algo que não me de medo de fazer isso, tipo que me deixe doida!!!! Se vcs tiverem oque eu preciso, POR FAVOR, me ajudem…

    • Igor Santos disse:

      Sirleny, isso que você está pedindo vai transformar sua primeira vez em estupro. Sugiro que vá de cara limpa e sem medo. Um lubrificantezinho também pode ajudar.
      E use camisinha.

  29. Hudson Benevides disse:

    Igor, sabes de algum artigo científico sobre o assunto? Caso saibas, me mande por e-mail por favor (pode ser em inglês)! Fiz um teste com uma das tais técnicas de “projeção astral” (a da respiração), mas, percebi que havia algo de errado quando isso não funcionou de dia quando o corpo está em perfeita atividade. No entanto, antes de dormir a coisa funcionou. A técnica é a seguinte:
    “Deite-se confortavelmente em decúbito dorsal (barriga para cima);
    Relaxe. Procure colocar uma almofada ou travesseiro nas juntas dos joelhos para que a área pélvica não fique excessivamente retas. Isto causa tensão e uma leve dor após alguns minutos;
    Deixe os dois braços relaxados paralelos ao tronco;
    Inspire profundamente e retenha o ar nos pulmões o máximo possível
    Exale e repita a inspiração logo em seguida;
    Prenda o ar o máximo que puder;
    Realize esta respiração no total de 5 vezes;
    Retorne à respiração normal;
    A respiração causará uma descarga de dióxido de carbono no sangue. Isto fará com que a sensibilidade corpórea seja diminuída, causando uma sensação de relaxamento rápido.”

    Grande Abraço e Parabéns pelo blog!

    • Igor Santos disse:

      Hudson, não tenho dúvida que devem existir inúmeros artigos acerca desses fenômenos.
      Essa manobra que você descreve é também possível de ser executada respirando dentro de um saco, algumas vezes (vez por outra isso aparece num filme, quando alguém excitado demais e hiperventilando).

      Obrigado pelo elogio. Fico feliz em agradar.

  30. Chucky disse:

    Hipotensão postural , ja fazia a muito tempo
    mais para almentar a senção
    quando vc for dar a utima repirada enxa os pulmoens de ar
    segure o ar levante e mantenha ele preso quanto mais tempo preso
    mais forte o efeito
    hoje segurei mais do que o normal
    demaiei
    derubei tudo vati as costa na parede
    quebrei a pia do baneiro quando tomei a consiencia
    vi o estrago que fiz
    o pior é que vc nao tem a minima ideia de como caiu e o que aconteceu
    so que vc esta caido no chao
    kkkkkkk
    foi ilario
    é uma experiencia unica na vida
    vale a pena fazer
    hehehe

  31. OJ disse:

    Alucinação hipnogógica eu não recomendo…
    Cara… que viagem

  32. leo disse:

    Vou esperimentar a 3hoje um pouco antes de eu ir dormir muhahahaha

  33. leo disse:

    Quem quer sair comigo para chapar me add no face book meu email é [email protected]

  34. Lucas disse:

    Querido guia politicamente correto, nenhum efeito supra-citado faz referência a um estado alterado de consciência. “Science” blogs, favor ir com calma no título do post, existem (pasmem!) leigos na internet. Algumas aí (1,2,3 e 5) qualquer filho único já conhece, se trata apenas de brincar consigo mesmo #foreveralone
    Estado alterado de consciência se consegue com meditações e/ou o uso de psicoativos ou rituais culturais/religiosos (que seria uma espécie de meditação) ou ainda quem sabe, em experiência quase-morte e afins.
    Sejam sinceros.

    • Igor Santos disse:

      São raras as oportunidades de encontrar um comentário com tantas frases onde 100% delas estão erradas. Lucas, parabéns.

      Você acha que uma pessoa desmaiada está num estado de consciência igual ao que tinha antes do desmaio? O fato de você ser um filho único sem amigos ou divertimento que o levaram a experimentar com tentativas de autodano não implica em dizer que “qualquer filho único um já conhece”. Me arrisco a sugerir outra coisa que você não conhece: teoria da mente.
      Você não sabe o que significa “estado”, não sabe o sentido de “alterado” e desconhece completamente a definição de consciência. Como pode, então, tentar explicar o meio de se chegar a um estado alterado de consciência?
      Eu sei que você não tem capacidade, mas pelo menos tente me responder qual a diferença entre essa meditação que você citou e uma hiperventilação ou overdose de endorfina por exercício excessivo. Qual a diferença entre uma embriaguez psicológica e uma real? Ou sua experiência leiga não considera álcool como psicoativo? O que separa alucinações de rituais religiosos, já que ambos os resultados são puramente psicológicos?

      Sinceramente, você precisa sair mais de casa.

  35. fabiana disse:

    existe algum método com remédio para desmaiar

  36. […] assim foram as buscas dos leitores que findaram aqui. Me parece que, além dos que procuram formas alternativas para se drogar, consegui um bom público desmistificando spams e […]

  37. jean carlo disse:

    o do ponto e fantástico mas o papel tem que ficar a uma distancia de mais ou menos meio metro pra dar certo Jean Carlo cabeleireiro de varginha

  38. Humberto Gusmão disse:

    Hoje eu estou totalmente viciado em endorfina, isso é bom ?

  39. Sabrina disse:

    uma vez comecei pensar muita na senha de uma rede social .. ee quando comecei a coxilar me imaginava digitando a senha .. aii quandoo eu ja nao tava mais em sii .. poi ja estava dormindo .. eu sonhava que estava contando a senha para alguem .. mas nao via quem era .. ee quando acordei minha irma disse que tinha todos os dados da rede .. gravou eu dormindo e euu me vii contando bem sertinho o meu email e a senha da rede como se entivesse conversando com alguem …
    axei que nao poderia confiar em mim nem dormindo
    hsiuahsuiahsiua
    será normal isso ?

  40. Allan Valente disse:

    Talvez isso explique as Teofanias de nosso antepassados e até mesmo dos ascetas que hoje afirmam ter um contato com o divino. Quem já leu “As Portas da Percepção” de Aldos Huxley em que ele descreve todos os efeitos do sono e da fome como produtos alucinadores da mente.

  41. lyla disse:

    Uma maneira legal eh tomar dramin 4 a 5 já eh o bastante.
    Tipo tu n fica doidão mas eh estranhao to viciada nessa porra….tu sente uma brisa suaaaaaaaveee . ZzZzzzZzzzzzz

  42. Gabi disse:

    Eu li uns dias atras na internet que se voce virar o rosto diretamente para o sol (com os olhos fechados, obviamente) e passar as maos na frente dos olhos com os dedos abertos, pode te proporcionar um barato, tentei uma vez e nao funcionou, talvez nao funcione comigo, ou talvez seja mentira, mas deixo a dica, se alguém conseguir…

  43. Marco Dam disse:

    Já vivenciei uma situação de hipermnésia,onde pude perceber o quanto, na iminência de morte, a andrenalina e certamente outros neurocondutores alteram de forma natural tal como uma droga o seu estado de consciência.

  44. faelzin vs disse:

    Fique de cabeça para baixo, feche os olhos,prenda sua repiraçao ate o seu maximo q vc puder dps solte e veja acontecer

    • Igor Santos disse:

      Você vai estar de cabeça para baixo, de olhos fechados e prestes a perder a consciência. Se eu precisasse chutar o que resultado, diria que nada de bom poderia sair dessa combinação.

  45. Guiliana disse:

    lembro-me que ultimamente eu tenho me levantando rapidamente, parecia que eu iria desmaiar, minha visão escurecia e parecia que eu estava meio que perdendo a consciência. agora sim sei o porque, hahaha e minha mãe dizendo que era por que eu tava muito fraca por não me alimentar direito. Agradeço ao site por essa informação.

Deixe uma resposta para Chucky Cancelar resposta

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

tempo

outubro 2010
D S T Q Q S S
« set   nov »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

espaço

Locations of visitors to this page

desfrute e compartilhe

Creative Commons License
Esta obra de Igor Santos é licenciada sob Creative Commons by-nc-sa.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM