Florais de Bach – tocata e fuga de uma ideia sem cabimento

Hoje temos vídeos no 42.
Aproveitem esta rara oportunidade.

Você se acalmou após assistir ao vídeo acima? Não? Então a culpa é sua, pois você deveria estar agora mais calmo que uma encosta pré-deslizamento.

Afinal, a flor acima é uma tal de Impatiens que, segundo os proponentes dos Florais de Bach, cura impaciência.

Isso mesmo. Cura impaciência.

Mas o que são Florais de Bach exatamente, você pergunta? Eu não vou me meter a responder. Vou deixar isso para os especialistas. Porque quem melhor para responder isso que os especialistas, não é mesmo?

Segundo a página FloraisdeBach.org (sic):

Criados por um médico inglês nos anos 30, os Florais de Bach são 38 essências de plantas e florais que podem ajudá-lo a administrar as pressões emocionais do dia-a-dia. Cada floral é indicado a uma emoção específica. Pode ser tomando individualmente ou misturado de acordo com o que estiver sentindo.

Agora, com calma, vamos analisar o trecho acima (retirado daqui):

Criados por um médico inglês nos anos 30…” <= E jamais reformulados ou atualizados para se adequar às novas descobertas, estudos e pesquisas do campo da Medicina porque, pelo visto, já nasceu perfeito. E é assim que o mundo funciona, né?

Continuando: “…os Florais de Bach são 38 essências de plantas e florais que podem ajudá-lo a administrar as pressões emocionais do dia-a-dia. Cada floral é indicado a uma emoção específica.

Ou seja, os seres humanos possuem uma gama de somente 38 emoções. Ou então a terapia está devendo em eficácia para certas emoções, como por exemplo a sensação de desconforto e intimidade que algumas pessoas têm ao sentar numa cadeira recém desocupada por outrem e que ainda retém um pouquinho de calor de bunda alheia.

Mas calma, na mesmíssima página eles também afirmam que “Os Florais de Bach são completamente naturais e podem ser utilizados por toda a família, ou até em plantas e animais, pois sua ação é suave.

Então, exceto fungos, bactérias e minerais, só existem trinta e oito estados emocionais distribuídos por todo o planeta?

Tem dia que eu cuspo mais que isso.

Sabe o que mais é completamente natural? Cabelo.

Mas eu creio que você não comeria molho de soja feito de cabelos, não é?

Voltando um pouco: algumas da “38 emoções” são, de fato, situações da vida. Estarsobrecarregado por obrigações que a vida lhe impõe por exemplo, não é uma emoção.

No entanto, flor de olmo curaria esse problema. Talvez fazendo hora extra enquanto você dorme?

Outra “emoção” descrita é “Sofre com a solidão, necessita ser ouvido por alguém” que, apesar de ser uma situação que envolve terceiros, pode ser curada tomando-se flores de urze.

Nunca conversamos pessoalmente, mas não tenho dúvidas de que ela é excelente companhia. Se não fosse, por que seria receitada como cura para solidão?

Agora, vamos para a apresentação do produto.

Antes de pesquisar para este texto, eu achava que “florais de Bach” era uma espécie de aromaterapia, que nada mais é que uma técnica de relaxamento para o tratamento de uma doença muito comum hoje em dia: excesso de dinheiro.

Todavia, fiquei bastante surpreso ao aprender que os tais florais são diluídos em álcool e água a ponto de perder suas propriedades aromáticas.

Da página Native Remedies:

“…the remedies are extremely diluted, they do not have a characteristic scent or taste of the plant…”

Notem que esse é mais um link para uma página de especialistas. Eu não estou inventando nada disso nem pegando de fontes céticas.

Hoje eu estou deixando que eles atirem no próprio pé.

Outra coisa bem interessante que achei foi o Manual Básico de Florais de Bach, onde se recomenda: “Não misturar [o tratamento] com bebida alcoólica”.

Talvez para evitar o coma alcóolico, visto que os florais contêm mais ou menos 50% conhaque.

Bom conselho.

Resumindo a besteira até aqui: Florais de Bach são preparações homeopáticas de aromaterapia.

Traduzindo: um grande nada reforçando um placebo vagabundo.

Apesar disso, uma consulta pode facilmente custar setenta e cinco reais ou até mais e cada vidrinho de 50ml (estimado pelo tamanho do conta-gotas na foto, pois o site FloraisdeBach.org não divulga a quantidade do produto, que eu acho ser contra o Código do Consumidor, como talvez no Artigo 66, mas…) custa, no mínimo, mais quarenta reais.

Então até agora temos aproximadamente vinte e cinco mililitros de àgua mais vinte e cinco de álcool que não fazem coisa alguma por você ou pelas suas emoções, por quarenta reais.

Fora a consulta de setenta e cinco que eu suponho não ser obrigatória. O que seria contra o Código de Ética Médica (Artigo 99, link em PDF), caso essa fosse uma modalidade de saúde, o que não é o caso.

(Eu continuo citando FloraisdeBach.org porque eles garantem que “Somente a Assinatura Bach garante que você adquiriu os Florais de Bach Originais, elaborados como sempre foram desde os tempos de Dr. Bach, com tinturas produzidas exclusivamente no The Bach Centre em Mount Vermon” [grifo meu para evidenciar a imutável mentalidade arcaica desses pseudocientistas].

Novamente, hoje eu estou deixando a munição toda com eles. Leiam a sessão “Como Tomar os Florais de Bach” para uma aula de contradições que, de certa forma, sugere que o vídeo lá em cima pode também fazer efeito.)

Agora, para descontrair um pouco, um vídeo de uma interpretação da obra de outro Bach (este mais do tipo “Johann Sebastian”): Tocata e Fuga em Ré Menor, tocado em Harpa de Copos, por Robert Tiso.

Enquanto apreciam, tentem descobrir qual a relação que o vídeo abaixo tem com o texto acima.

E aí? Alguma ideia?

Antes de entregar, vou dar uma última chance para pensar.

Retirado do PubMed, temos um estudo com grupo de controle, duplo-cego, randomizado (amém) e com cruzamento parcial sobre a eficácia do tratamento em ansiedade relativa a testes.

We conclude that Bach-flower remedies are an effective placebo for test anxiety and do not have a specific effect (em português: “concluimos que florais de Bach são um placebo efetivo para ansiedade relacionada a testes e não causam um efeito específico”).

Mas só se você não souber disso. O que acabou de deixar de ser verdade, então eu arruinei o efeito placebo dos florais (que é em grande parte causado pela ação do terapeuta mais do que pela substância em si) para você. Ainda mais um motivo para parar de pagar caríssimo por essa enganação.

De nada.

ATENÇÃO: Se você, amigo floreiro de Bach, conseguir achar um outro estudo publicado num periódico respeitado e que contenha, ao mesmo tempo (detalhe importantíssimo), as palavras “controle”, “duplo-cego” e “randomizado” e que comprove a eficácia do tratamento, eu gostaria muito de lê-lo.

Morderei minha língua com prazer.

Agora, finalmente voltando para o vídeo: a Harpa de Copos é um instrumento que usa pouco mais que água e promessas para criar uma ilusão montada pelo seu praticante.

A diferença é que Tocata e Fuga pode realmente acalmar as pessoas.

Categorias

tempo

dezembro 2010
D S T Q Q S S
« nov   jan »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

espaço

Locations of visitors to this page

desfrute e compartilhe

Creative Commons License
Esta obra de Igor Santos é licenciada sob Creative Commons by-nc-sa.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM