Homeopatia é feita de nada e NÃO funciona contra dengue

Em Natal, a prefeita Micarla de Sousa (eleita pelo PV) sancionou a Lei nº 6.252, de 25 de maio de 2011 (link em PDF) que diz:

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE NATAL,

Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º – Autoriza o Poder Executivo a realizar estudos e pesquisas no sentido de adotar medicação homeopática, no combate e prevenção de dengue em Natal.

I – A medicação a que se refere o artigo 1º poderá ser ministrada nos bairros que apresentem os maiores índices de infestação da doença ou nas áreas onde a equipe técnica da Secretaria Municipal de Saúde definir como prioritárias ou de risco iminente para proliferação de casos;

II – A aplicação do medicamento será executada pelas unidades de saúde, na dosagem prescrita por profissional competente;

III – A Secretaria de Saúde do Município de Natal, através de uma equipe multidisciplinar, fará o acompanhamento e monitoramento, com as notificações necessárias, dos usuários atendidos pela medicação a que se refere o artigo 1ª desta Lei.

Art. 2º – Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Um grande problema não é o texto acima, mas a maneira como a coisa foi levada à frente. Esses “estudos e pesquisas” não ocorreram. Especialista não foram consultados e, especialmente, o Conselho Regional de Medicina não foi ouvido.

Entrando em vigor, essa lei certamente beneficiaria, e muito, algumas pessoas, tendo em vista que homeopatia é feita de nada.

O pior, no entanto, é o fato de existirem pessoas em cargos altos (como prefeita e vereadores) que não só acreditam nessa macumba disfarçada de medicina que é a homeopatia como não têm o mínimo interesse na saúde da população (se tivessem, teriam consultado infectologistas ou teriam procurado o CRM, o que não ocorreu).

Jeancarlo Cavalcante, presidente do Conselho, falando ao jornal Tribuna do Norte disse que, tanto a sanção quanto a aplicação dessa lei são “uma temeridade”. Mas ele disse isso porque é o presidente.

Como eu não devo contas políticas a ninguém, posso dizer com mais letras: dar homeopatia a pessoas doentes ou tentar usar homeopatia para prevenir doenças potencialmente fatais é uma irresponsabilidade e demonstra, mais uma vez, o descaso do poder administrativo da minha cidade para com a população, cujo interesse deveria ser prioridade.

Por mais que esse “passe de mágica” (como disse ao mesmo jornal o presidente da Sociedade Riograndense do Norte de Infectologia, Hênio Lacerda) estivesse sendo aceito por ingenuidade de Micarla de Sousa, seria dever da primeira servidora pública da cidade procurar pessoas que, ao contrário dela, realmente soubessem do que se trata medicina, doenças, tratamento, etc. Confiar na própria suposta inteligência é, demonstrativamente, um erro para pessoas assim, em cargos tão importantes.

Em entrevista ao Novo Jornal, Munir Massud, Professor da UFRN e especialista em Bioética Médica, aponta que homeopatia “não serve para nada. Na Medicina, o que não é científico não é ético”. E, para o Conselho Nacional de Saúde, antes de ser usado em humanos, um medicamento precisa ser fundamentado com experimentações prévias, cientificamente. Coisa que a homeopatia falhou em fazer 100% das vezes que tentou.

Em vista disso, a Secretaria Municipal de Saúde informou ao Novo Jornal que: “em razão da polêmica levantada pela lei, irá solicitar um parecer técnico à Sociedade Riograndense do Norte de Infectologia”.

Sim, vocês já devem ter notado. A Secretaria de Saúde só irá se informar a respeito com especialistas no assunto porque o CRM e a própria Sociedade de Infectologia foram atrás.

Então, ao invés de combater o mosquito (não há uma propaganda de prevenção, um só folheto pregado em poste, nada), a prefeita achou por bem beneficiar financeiramente os feiticeiros medievais que venderiam água a preço de remédio. Porque, já que a população não gosta dela, porque ela haveria de gostar da população, não é?
Já que ela nem se trata aqui, por que então cuidar do sistema de saúde do município?

Recapitulando: matérias circularam pela Tribuna, Novo Jornal (já citados), Diário de Natal e nominuto.com após uma coletiva de imprensa organizada pelo Conselho Regional de Medicina e pela Sociedade Riograndense do Norte de Infectologia, pois nenhum dos dois órgãos foram consultados antes da prefeita passar uma lei dando água e açúcar para a população como forma de combater a dengue.

Mas eu vou esperar até Micarla divulgar o resultados dos estudos e testes que realizou, segundo prevê a lei que ela promulgou semana passada.

Enquanto isso, pessoas de fora, estejam avisadas: não venham a Natal em hipótese alguma. Gastem seu dinheiro turistando na Paraíba ou no Ceará. Aqui vocês podem morrer de Dengue a qualquer minuto.

Não há mais salvação para nós, natalenses, mas estamos resignados quanto à falta de estrutura da prefeitura para combater um mosquito.

Como consolação, fiquem com Amanda Gurgel, uma das poucas coisas boas que aconteceram na minha cidade nos últimos anos.

E que venha a Copa!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 18 comentários

  1. Meire disse:

    A revolta que me deu ao saber da decisão irresponsável e absurda tomada pela Prefeitura foi totalmente compensada com o levante médico que ocorreu na cidade. Estou feliz e orgulhosa.

  2. João Carlos disse:

    (…)não só acreditam nessa macumba disfarçada de medicina que é a homeopatia (…)
    Ei!… Mais respeito com a macumba, pô!

  3. Cidadão potiguar disse:

    Dizem que Natal é a única cidade do mundo onde a dengue não é “causada” por um mosquito, mas sim por uma borboleta.
    Cidadão potiguar

  4. Pelo menos aí em Natal alguns médicos se levantaram…
    Como citei em meu texto sobre o caso (http://1023.haaan.com/2011/homeopatia-contra-dengue-nao/), em outros locais, nem isso aconteceu (como parece ser o exemplo de Macaé-RJ)…

  5. Juninho disse:

    “II – A aplicação do medicamento será executada pelas unidades de saúde, na dosagem prescrita por profissional competente;”
    Tem um erro aí. É completamente impossível que um profissional competente use medicamentos homeopáticos.
    Gostaria de parabenizar os natalenses que elegeram essa moça aí.

  6. Ana Paula disse:

    Sinceramente, vcs estão sendo extremistas! Assim como quem fez essa lei.
    A Homeopatia é uma medicina COMPLEMENTAR, sendo uma alternativa terapeutica, ou preventiva sim (q funciona bem, lembrando q homeopatia é medicamento individualizado)! Mas estamos falando de saúde pública, então é obvio q se deve tentar barrar o mosquito, evitar a proliferação, tomar medidas profiláticas. Até Porque Não se trata de uma pessoa só q decidiu faze uso da homeopatia, mas de jogar a população de uma cidade para uma unica alternativa terapeutica/combate a dengue, isso sim é errado.
    A Homeopatia deve ser respeitada sim, como complemento as ações, mas isso não isenta todas as outras atitudes que devem ser tomadas contra o aumento de casos.
    E sim, uso homeopatia. Me trato com ela, é uma opção minha (q tem funcionado muitissimo bem)! Assim como vc, tem a sua de achar q ela é feita de nada! Agora dizer q ela não funciona, Vc não devia afirmar, já q como vc mesmo diz, faltam estudos sobre!!!

  7. Igor Santos disse:

    Ana Paula, eu afirmo que não funciona porque homeopatia nunca comprovou que funciona. E, ao contrário do que você diz, não faltam estudos. Os estudos abundam, mas sempre apontam para a ineficácia. Nenhum estudo bem feito até hoje conseguiu demonstrar que homeopatia funcione ou, sequer, conseguiu explicar o mecanismo em qualquer um dos três preceitos básicos da homeopatia.

  8. Fabiana disse:

    Ou será que é você que não sabe procurar sobre tais estudos?
    Assim como você, muita gente incentiva o preconceito sobre a Homeopatia, e por isso as revistas científicas não saem publicando muito sobre os avanços na área homeopática. Dessa forma, quando publicam, escolhem pesquisas que não incluem a palavra HOMEOPATIA em seu título. e sim high dilutions ou aqueous nanoestructures/dilutions (inclusive existe um paper de 2009 muito bom sobre terapia antiretroviral, que tem seu estudo cada vez mais prolongado).
    Pena que nem todos têm acesso à artigos bons, já que eles geralmente são pagos.
    Mas que bom que você não escolheu a área da saúde para trabalhar…..
    Fiquei sabendo desse seu blog através da Revista da Folha de São Paulo, que cita sobre seu post em relação ao uso do jaleco fora do ambiente de trabalho. Achei legal. Maaaaas, com tanta besteira digitada aqui, a frustação foi imediata….
    Se vc fosse sensato em todas as suas publicações seria ótimo. Pena que isso não acontece..

  9. Igor Santos disse:

    Fabiana, você é realmente ingênua assim a ponto de acreditar que um pesquisador esconderia a palavra-chave do objeto de seu estudo? Ou você apenas não sabe que “altas diluições” e “diluições aquosas” não são o mesmo que “homeopatia”? Porque você não deveria tentar discutir sobre uma coisa da qual você não conhece sequer os preceitos fundamentais.
    E espero que você também não seja da área da saúde, pois não gostaria de encontrar um profissional que vai cuidar da minha saúde e que acha que o simples fato de um estudo positivo ser publicado invalida as centenas de estudos anteriores e posteriores (depois de 2009) que foram negativos. Homeopatia demonstrou várias e várias vezes sua ineficácia e uma só estudo não pode provar o contrário. São necessários, pelo menos, a mesma quantidade e qualidade de estudos positivos para mudar o paradigma da homeopatia.
    Talvez se você não fosse tão ideologicamente cega e procurasse ler os inúmeros estudos negativos a respeito (que contém, ao contrário do que você prega, a palavra “homeopatia”) e quebrasse um pouquinho do dogma homeopático, aceitasse a verdade clara e objetiva.
    Mais uma vez: um só estudo não prova coisa alguma, mesmo tendo sido publicado. Vide o exemplo do Lancet que publicou um estudo ligando vacina a autismo, que foi subsequentemente demonstrado como fraude e recentemente retirado do jornal.
    Finalizando, a Verdade não é igualitária ou balanceada ou justa. Ela é o que é, fria e calculável. Essa incitação ao preconceito contra homeopatia da qual você fala é um atrativo para desviar a atenção da realidade dos fatos, que dizem que homeopatia é feita de nada e não funciona para coisa alguma.

    • juliana disse:

      a homeopatia em si não tem como provar e tão cedo irá, pois a homeopatia é energia do elemento condensado, a eficacia só é comprovada nas pessoas que melhoram tomando-a. a quimica dele não existe, porém a verdade é o obvio, se existem procura deste tratamento é porque há melhoras, então já basta.

      • Igor Santos disse:

        Quer dizer que a energia do elemento condensado não tem química e a prova de eficácia reside na busca do tratamento?
        Que bom, então vou começar a vender Herbalife para ficar rico. Tem demanda, né? Sinal de que funciona.

  10. Cris disse:

    Igor tu é muito inteligente mesmo. Bah chego a ficar abestado com tamanha inteligência. Como é que não te indicaram ainda pra um prêmio nobel?
    Mas… quanta baboseira. Homeopatia existe. Homeopatia funciona. E é reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina. É só procurar direito (sem preconceitos): http://www.cremesp.org.br/index.php?siteAcao=Especialidades&acao=um&esp=31&area=51&acao=dois&campo=hist
    ah, mas isso é muito difícil pra alguém assim tão inteligente, que já sabe tudo e não precisa pesquisar nada, né?

  11. Pedro Almeida disse:

    por q é q o povo q defende a homeopatia sempre tem q vir com o mesmo mimimi!?
    “ah vcs sao extremistas”
    “ah vcs nao procuraram direito”
    “ah comigo funciona”
    “ah vc é bobo”
    pq ninguem vem e mostra – “aqui estão os estudos independentes realizados em multi centros randomizado e duplo cego q foi publicado nos periódicos Xs qualis A1 da CAPES que mostram efeito significativamente maior q o placebo e com p

  12. Igor Santos disse:

    Obrigado pelos elogios, Cris.
    Só uma coisinha: “é” não concorda com “tu”. O correto seria “tu és”.
    E não precisa repetir comentário aqui. Leia o aviso que aparece após postar o primeiro da próxima vez. Se souber.
    Caso não tenha sido extenuante continuar lendo até aqui, sugiro que siga os links incrustados e peça para alguém mais maduro ler para você. Tem muita coisa interessante sobre política e organizações autárquicas.

  13. Pedro Almeida disse:

    ser reconhecida pelo CFM só indica q existe alguma coisa errada, pq nao existe evidencia científica q indique q ela funciona
    é tao dificil assim? pq apelar para a autoridade do CFM para dizer q homeopatia funciona, ou apelar pro tom da discussão dizendo q somos preconceituosos?
    é uma questão simples de evidência de eficácia – inexistente.
    vc tem alguma evidencia desta eficacia q pode nos referenciar, q nao seja anedótica ou agendada, ou “eh aceita pelo CFM” é uma evidencia de alguma coisa no seu mundo?

    • juliana disse:

      a verdade é quem quiser acreditar acredite quem não quiser tudo bem, mais quando o ser esta doente de verdade e não ver melhoras com remedios que foram aprovados pelos teste de bla bla bla… acabam recorrendo a homeopatia. e muitas veem o resultado. devemos ser mais humildes e respeitar os tipos de tratamento que existe, ninguem mesmo sabe o certo o que prescisamos para melhorar as doenças muitas são de origem emocional. se curou a doença tá otimo!

      • Igor Santos disse:

        acabam recorrendo a homeopatia = pessoas em desespero fazem qualquer coisa.

        se curou a doença tá otimo! Concordo. O negócio é que homeopatia jamais curou doença alguma.

  14. […] 1 – Ei!… Mais respeito com a macumba, pô! (LINK) […]

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

tempo

junho 2011
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

espaço

Locations of visitors to this page

desfrute e compartilhe

Creative Commons License
Esta obra de Igor Santos é licenciada sob Creative Commons by-nc-sa.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM