A melhor forma de descascar o ovo cozido perfeito

Antes de qualquer coisa (exceto estas duas frases), eis a receita do ovo cozido perfeito:

Deite um ovo (que foi retirado da geladeira com antecedência e que já se encontra em temperatura ambiente) em uma panela e despeje água fria da torneira em quantidade suficiente para cobrí-lo completamente. Adicione uma ou duas pitadas de sal e leve ao fogo médio.[1]

Assim que o conjunto começar a ferver, desligue o fogo e deixe o ovo em repouso por quinze minutos. Isso vai fazer com que ele cozinhe gentilmente sem que ultrapasse a temperatura interna ideal de 65°C (mais ou menos. Não me cite no seu TCC).

Findado o quarto de hora, escorra a água quente e volte a cobrir o ovo com água fria. Deixe-o por cinco minutos ou até que seja possível manuseá-lo ainda ligeiramente morno.[2]

Aí você descasca!

Usando o método de cozimento descrito acima, seu ovo ficará completamente cozido mas ainda macio.

Então, basta escolher o tipo de sal e degustá-lo lentamente.

———

[1] – Não, o sal aqui não é para aumentar a temperatura de ebulição da água, porque a quantidade sugerida é irrelevante para o processo. O que o sal vai fazer ali naquele conjunto é proteger o ovo de um vazamento. Se a casca estiver trincada, a clara – ainda bastante líquda – vai vazar quando o ovo se expandir na água quente. Se sua água estiver suficientemente salgada, a clara vai se solidificar mais rapidamente, o vazamento vai ser contido e o buraco vai ser tampado.

[2] – Descascar um ovo quente é mais fácil que um frio porque a membrana que fica imediatamente abaixo da casca adere menos à clara em tais condições.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 15 comentários

  1. rafinha.bianchin disse:

    Perfeito. Só uma dúvida: como se defuma sal?

    • Igor Santos disse:

      É bem fácil. Quando for fazer churrasco (em churrasqueira de carvão), faça uma bandeja de papel alumínio, jogue sal grosso em cima e a deixe fora do caminho num lugar que receba bastante fumaça durante o processo. Depois de uma hora, mais ou menos, o sal estará devidamente defumado.
      Então você o coloca num moedor, depois na pipoca e, em seguida, me agradece.

  2. rafinha.bianchin disse:

    Não. Primeiro agradeço e depois pergunto de novo: E quem não tem churrasqueira de carvão (mesmo sendo gaúcho e tendo espaço de sobra no pátio de casa mas sem motivação para construir algo não relacionado com mecânica ou aeronáutica), pode defumar com clorato de potássio/gasolina/álcool/papel?

    • Igor Santos disse:

      Bem. Tecnicamente dá para defumar até com o cadáver dos seus antepassados. Mas a única fumaça que já testei e que tem um sabor agradável é a de madeira ou carvão.

      Dá para fazer em caixa de papelão também, mas o risco de incêndio é ligeiramente maior.

  3. rafinha.bianchin disse:

    Ok. Na próxima Seção Semi-periódica de Combustão Controlada de Dejetos de Arbustos, Plásticos e Madeira, tentarei tentar (espero que entenda o que eu quis dizer com isso) “defumar sal”. O que será bom, já que com ou sem papelão o risco de incêndio generalizado no bairro fica próxima de 80%.

  4. Ótimo! O Hervè This adiciona que para o ovo ser ‘perfeito’, a gema tem que estar exatamente no centro gravitacional do ovo. Isso você consegue movimentando o ovo de um lado para o outro durante o cozimento.

  5. Claudia Chow disse:

    Eu achei q o ovo ficou muito cozido…

  6. Arnaldo disse:

    E se quiser cozinhar mais de um ovo, é possível aplicar essa mesma técnica de cozimento?

  7. Hawk disse:

    Acabei de fazer e ficou uma delícia.
    Obrigado pelas dicas.

  8. rafinha.bianchin disse:

    Já foi decretada a greve dos blogueiros?

  9. Ana disse:

    Faço igual até à parte em que começa a ferver, aí baixo o lume para o mínimo e deixo cozer 12 minutos, da próxima experimentarei da forma sugerida no post 🙂
    Em vez de sal há quem ponha umas gotas de vinagre na água com o mesmo propósito, mas já que odeio vinagre nunca experimentei.
    Quanto à gema no centro do ovo não é mexe-lo de um lado para o outro mas sim gira-lo sobre si mesmo!

    • Igor Santos disse:

      Eu não faço questão da gema centralizada. O melhor desse método é justamente o pouco esforço, não faz sentido anular o propósito criando mais trabalho desnecessariamente.

Deixe uma resposta para Claudia Chow Cancelar resposta

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

tempo

outubro 2012
D S T Q Q S S
« set   nov »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

espaço

Locations of visitors to this page

desfrute e compartilhe

Creative Commons License
Esta obra de Igor Santos é licenciada sob Creative Commons by-nc-sa.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM