Diário de um biólogo – Quarta, 23/03/2011 – Igreja

preacher.gif
Me pegou de surpresa. Eu não esperava. Não tamanha cara de pau. Não ali, na sala de aula, na MINHA sala de aula.
Primeiro dia, turma nova do curso de Biofísica para Biologia, pelo qual eu tenho enorme afeição e que fiz questão de remodelar e renovar assim que assumi a coordenação. Passo duas horas tentando entreter, com cuspe e giz, uma moçada que está acostumada com iPhone e Facebook, cinema 3D e videogame. Passo duas horas intercalando histórias engraçadas do James Watson, que foi para a Inglaterra porque era tão feio e chato que não consegui arrumar namorada nos EUA (e tinham dito pra ele que lá era mais fácil, mas nem assim ele se deu bem) e acabou descobrindo a dupla-hélice do DNA; contando o esforço de caras como Schrödinger, para mostrar, como já discuti aqui, que ainda que não possamos explicar a vida com o conhecimento que possuímos hoje, não há nenhuma razão para não acreditar que ela não possa ser explicada pela física e pela química. Falo de astrobiologia, cito os filósofos gregos e as últimas teorias sobre a auto-consciência da neurobiologia. Discuto a dificuldade, como já falei aqui e aqui, para definir vida, já que o melhor que podemos fazer é enunciar seus atributos.
Termino a aula com a garganta arranhada, mas com a sala cheia e o sentimento do dever cumprido. E quando um aluno pede aos colegas que não saiam e me pede para falar, eu não poderia imaginar o que vinha pela frente. Achei que ele ia anunciar uma festa, ou o grupo de estudo para a prova de bioquímica. Que nada, ele deve ter ficado ali, fora do meu campo visual, sentado na 1a carteira da primeira fila da esquerda, para que eu não conseguisse ver suas expressões ao longo da aula. Subiu no tablado, o MEU tablado, e mandou:
“Eu tenho uma definição para a vida”
e sacou o celular para ler
“João, capítulo 14, versículo 1: Eu sou o caminho, a verdade e a vida”.
E ainda me agradeceu pela oportunidade. Mas que cara de pau!
E, como professor, o máximo que pude fazer, foi voltar e falar novamente sobre o método científico e tentar minimizar o dano. Mas que já estava feito, porque o cara foi preciso, cirúrgico. Entrou no momento certo, no final, quando podia falar o que quisesse e se mandar. Fiquei pensando se na escola de pastores eles ensinam essas coisas.
Não dá pra baixar a guarda com eles, nunca. Mas na minha igreja, não!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 20 comentários

  1. Cesar disse:

    Mauro, manda esse cara procurar outra área de estudo. O cara não tem cabeça para ciência. Abraço!

  2. Xuxu disse:

    Obrigada pelas risadas. Essa foi demais!

  3. Milena Pereira disse:

    Gostaria de saber como “eles” reagiriam se você fosse na igreja e, ao final da missa ou do culto, desse a versão científica da vida…

  4. Karen disse:

    Desculpe Cesar, mas eu faria questao deste cara na minha sala de aula (melhor, na do Mauro) depois de 6 meses eu fico curiosa, embora sem esperanca para esta “alma”. Abraço a todos !!

  5. Chloe disse:

    É prof…
    Acho que seu ano vai ser longo, rs.
    Abç. ; )
    C.

  6. Suzane disse:

    Esse cara está no curso errado, não que o fato de cursar biologia seja impecilio para seguir alguma religião, mas oque ele fez mostra que o mesmo não pretende conciliar a religiosidade com a ciência.
    E … qual foi a reação da sala??

  7. Bessa disse:

    Ontem tive a mesma sensação com um anúncio do grupo de oração universitária na minha lousa. Fiquei tão possesso que descontei na turma errada, quando uma aluna me perguntou por que tínhamos apêndice. Meu desejo é similar ao da Milena Pereira, deu vontade de me infiltrar e ir “pregar” evolução e ceticismo no templo deles.

  8. Munique disse:

    Olha.. ele está só na graduação. Pior ainda do que isso é ver professores de física (no ensino federal) ensinando aos alunos que “astrologia” é ciência. SIM. Pois é. Ainda disse que “provou” que é ciência, e deu aulas-palestras sobre “fronteiras da ciência”… e terminou dizendo que ensinou o conceito de energia explicando que “pés de feijão energizados com as mãos crescem mais rápido do que os outros”.
    E infelizmente tenho outros dois casos que não posso comentar porque são da UFRJ, mas que são fiéis seguidores da Bíblia, mesmo que isso não seja compatível com as pesquisas que fazem.
    É bem mais triste ver professores e cientistas falarem coisas nesse âmbito do que alunos de graduação (embora, confesso, também assuste). Um abraço.

  9. Vim conhecer seu espaço e gostei muito! Muito seleto e diversificado. Parabéns. A educação é a base do ser humano para sua vida em sociedade e para uma vida feliz. Também sou educador e vejo que nossa base holística é o caminho mais ameno a seguir, repleto de aprendizados diários em rumo a uma qualidade de vida equilibrada.
    Obs: Me tornei seu seguidor.
    Prof. José Carlos
    http://projetosead.blogspot.com/

  10. Mauricio Cortez disse:

    Hahaha!
    Alguém vai “bombar” em pelo menos uma matéria neste semestre.
    Na boa, você não pediu pelas evidências, ou pelo menos a bibliografia que comprovassem a teoria?
    Se bem que acredito que dar espaço para essa gente se manifestar é sempre um mal negócio. Mais fácil convencer as paredes. A “fé” é um atributo invencível, nesse aspecto. Não há evidência, por mais sólida que seja, que “desconverta” um, crente de fato.

  11. Marcelo, disse:

    RSRS.
    Achei que era piada, depois li de novo e intercalei com fatos parecidos aonde estudo. Bem sempre vai ter um povo assim em qualquer lugar do mundo, eu uso uma frase um tanto violenta “contra a ignorância a sua arma é a própria ignorância”, eu te garanto que essa pessoa não absorveu nada que você em torno de 2 horas, mas vai falar de Darwin e começa a atacar a religião, da exemplos de como a fé deles e ridícula essas coisas assim, relacionados com sua matéria claro, parecia uma cardume de piranhas alvoroçadas, direto eu faço isso. Você não precisa convencer como o amigo em cima disse, pelo menos fazer eles verem o outro lado já ta bom e se conseguir fazer eles desistirem do curso e fazer engenharia ou medicina sei la é melhor ainda.

  12. Nath disse:

    Bom pode parecer um conto, mas infelizmente não é. Presenciei essa cena e contei tantas vezes pra tantas pessoas… acho que foi na intenção de convencer a mim mesma que tinha acontecido. Quando li aqui é que tive certeza que aconteceu, mas infelizmente não é um caso isolado na UFRJ, existem outros tantos, bom e como ja falaram ai, “é mais facil convencer uma parede”. Pra eles acontece assim: “Contra argumentos não há fatos” e não há o que faça ou diga ou PROVE… Nada adianta.
    eles só estão no lugar errado, creio eu, gostaria de convence-los a mudar de curso, pelo menos isso…

  13. sonia disse:

    mauro, pede comprovação científica Ah! e váriossssssssss zerossssss nele.Sonia

  14. Gisele disse:

    É baby, um aluno citou trechos da bíblia em uma prova sobre Evolução que preparei com extremo cuidado…Como já disse sabiamente o Lobão, essas igrejas são como um câncer, após o surgimento de uma, começam a surgir várias outras pequenas provenientes dela e quando nos damos conta, o estrago já é gigantesco…Essas metástases religiosas são especializadas na produção de alienados. Enfim, a fé remove neurônios…..

  15. Euclydes Santos disse:

    Show de bola. Excelente texto.

  16. Bruno Feitosa disse:

    Tenho a infelicidade de compartilhar o sentimento…
    Fiquei horrorizado, justamente após um seminário na aula de biofísica, sobre efeitos biológicos das radiações ionizantes, meu colega deu a introduçãozinha e eu tinha falado os pontos principais falei de 2ª guerra, Chernobyl, o acidente recente lá no Japão, césio aqui no Brasil o [email protected]*&, o professore com lagrimas nos olhos e pra fechar ainda falei um pouco sobre entropia (fui longe mesmo) ai, meu colega manda uma das citações bíblicas da igreja dele! Aquela epopéia etílica lírica pra cacete!!! E finaliza e vem os aplausos (dos colegas) e eu morrendo por dentro olhando a cara de reprovação do professor…
    “deus salve-nos dos seus seguidores” Kkkkkk
    abraços

  17. Chloe disse:

    Esse causo é um dos meus preferidos! : )
    ‘Seria cômico se não fosse trágico!’
    Mas não tem como não rir… parece piada mesmo, rs…
    Bj. ; )
    C.

  18. Chloe disse:

    Oi Mauro! : )
    Tudo bem? Sabe que sempre me lembro desse seu ‘causo’, por um motivo ou outro. E dessa vez foi por um texto antigo, que li recentemente, ‘O louco da palestra’, acho que vc vai gostar:

    http://revistapiaui.estadao.com.br/edicao-49/tipos-brasileiros/o-louco-de-palestra

    Um ótimo final de ano pra vc!
    Bjs.
    ; )

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Contadores Sitemeter

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM