termas

Mergulhando nas águas do vulcão

Ok, título exagerado. A foto acima é do Baños Colina, uma terma de águas que hoje chegam até 60 ºC de temperatura. Ao fundo, como disse nesse post, está o vulcão San José, com suas lavas responsáveis pela água muito quente. Arde a pele mergulhar o pé na piscina mais ao alto – a temperatura diminuía conforme a água corria para as piscinas localizadas mais abaixo. Só vi uma pessoa entrando com o corpo todo na água quentona. Apesar do calor da terma, nosso guia pareceu chateado quando soube qual era a temperatura.

Ele, que há 40 anos nasceu nessa região chilena chamada Cajón del Maipo, acompanha as mudanças do local. São várias, claro. Algumas boas, outras a agregação de valor depende do ponto de vista, sendo sutil a referente às termas. O guia disse que, antes, a temperatura da água chegava até 72 ºC. Existia uma gruta por onde a água brotava e escorria morro abaixo. Quando mais novo, ele contou que gostava de entrar nessa água durante as noites – quase sempre frias.

 

Não sei quando a gruta foi demolida. Construíram essas piscinas sendo cobrada uma entrada – não lembro mais quanto – lá em baixo como pedágio na própria estrada de terra. Devido à distância dos povoados e de outros pontos turísticos mais marcantes, quem mais frequenta as termas são os próprios chilenos. Alguns acampam. Outros fazem churrascos improvisados. Tem até vestiário com chuveiro de água aquecida com o calor da própria piscina mais quente – isso é ecologicamente inteligente (canos dentro da piscina na foto ao lado).

 

Eu queria ter visto como era a gruta. Tive que me contentar em mergulhar naquela água repleta de gesso – o que foi uma experiência única! Você sai branco, “quebrando” e com um cheiro parecido de enxofre. O revestimento das piscinas improvisadas parece um gesso mole, arenoso e denso. Uma indicação de que lá há a matéria-prima para ser explorada. Será que essas termas correm riscos de desaparecer?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 ideias sobre “Mergulhando nas águas do vulcão”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *