>

carregador a vapor 
Em 1868, Zadoc Dederick e Isaac Grass patentearam discretamente nos Estados Unidos a invenção acima, que foi descrita como um “aperfeiçoamento da carroça a vapor”. Os detalhes são sensacionais: trata-se de um homem mecânico com pernas articuladas que poderia puxar uma carroça, desviar obstáculos com as pernas e até correr de costas, tudo movido por um motor. Evidentemente, um motor a vapor cuja caldeira situava-se nas costas do mecanismo. Um verdadeiro robô steampunk!
1868-DederickSteamMan600 
O custo da construção do “primeiro homem” foi, na época, de US$ 2.000 — equivalente a mais de 25.000 dólares em valores atualizados. O homem a vapor de 1868 era um verdadeiro gigante: tinha 2,36 metros de altura e pesava 227kg. A potência era de assombrosos três cavalos-vapor. Curiosamente, o robô a vapor foi criado pouco depois da abolição da escravatura nos Estados Unidos. Teria sido uma proposta para substituir os antigos escravos carroceiros? Os traços negróides do projeto parecem indicar que sim.
A dupla de inventores ainda pretendia construir, com base nos mesmos princípios, outros homens mecanizados e até cavalos a vapor. Os animais motorizados seriam vendidos para puxar grandes carruagens nas cidades e arados no campo. Infelizmente, porém, pouco se sabe sobre o que aconteceu com Dederick, Grass e seus homens e animais mecânicos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...