>

Não pegou ninguém nas baladas de sexta e de sábado? Tente a missa de domingo! Graças às suas múltiplas interpretações, a Bíblia é um livro muito versátil. Sabendo usá-la dá até pra pegar uma menina em plena missa:
Certa vez um jovem cavalheiro, sentado por acaso em um banco de igreja adjacente a um em que estava uma jovem lady, por quem ele se apaixonou rapida e violentamente, sentiu o desejo de fazer a corte ali mesmo. Mas o lugar não era adequado para apresentar uma declaração, o que exigiu o seguinte plano. Polidamente, ele entregou à sua bela vizinha uma Bíblia, aberta, com um alfinete marcando o seguinte verso — Segunda Epístola de João, verso 5 — “E agora, senhora, rogo-te, não como se escrevesse um novo mandamento, mas aquele mesmo que desde o princípio tivemos: que nos amemos uns aos outros”. Ela devolveu com o seguinte — Segundo Capítulo de Ruth, verso 10 — “Então ela caiu sobre o seu rosto, e se inclinou à terra; e disse-lhe: Por que achei graça em teus olhos, para que faças caso de mim, sendo eu uma estrangeira?”. Ele retornou o livro, apontando para o 13º. e o 14º. versos da Terceira Epístola de João — “Tinha muito que escrever, mas não quero escrever-te com tinta e pena. Espero, porém, ver-te brevemente, e falaremos de face a face.” E após a entrevista acima, o casamento aconteceu na semana seguinte.
The Shamrock [O Trevo], 26 de agosto de 1871
Uma semana pra se casar! Graças a uma cantada bíblica! Aleluia, irmãos! O problema é que, depois de casado o cara nunca mais pôde sair de casa sozinho com uma bíblia debaixo do braço.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...