>

Boyle
Irritado com os constantes “bloqueios de papel” impostos pela Royal Navy britânica ao litoral americano, o privateiro (ou seria patriota?) Thomas Boyle atracou no Canal da Mancha em 1814 e declarou um bloqueio naval de um navio só — o Chasseur [Caçador] — contra o Reino Unido inteiro:


Pelo Senhor Thomas Boyle, Comandante do Brigue Armado Privado Chausseur, etc.

PROCLAMAÇÃO
Como tem sido de hábito dos Almirantes da Grã Bretanha comandar pequenas forças nas costas dos Estados Unidos, particularmente [por parte de] Sir John Borlaise Warren e Sir Alexander Cochrane, para declarar toda a costa dos Estados Unidos em estado de estrito e rigoroso bloqueio, sem possuir poder para justificar tal declaração, ou estacionar uma força adequada para manter o dito bloqueio;
Eu, a partir de agora, por virtude do poder e da autoridade em mim investidos (e possuindo suficientes forças), declaro todos os portos, atracadouros, baías, rios, ribeirões, riachos, córregos, ilhas e litorais marinhos do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda em estado de estrito e rigoroso bloqueio.
E eu ainda declaro que considero a força sob meu comando adequada para manter estrita, rigorosa e efetivamente o dito bloqueio.
E venho por este requerer que os respectivos oficiais, sejam capitães, comandantes ou oficiais comandados sob meu comando, empregado ou a ser empregado nas costas da Inglaterra, Irlanda e Escócia prestem estrita atenção à execução desta minha proclamação.
E por meio deste eu alerto e proíbo os navios e vasos de toda e qualquer nação em amizade em paz com os Estados Unidos de entrar ou tentar entrar; ou de sair ou tentar sair de qualquer um dos ditos portos, baías, rios, ribeirões, riachos, córregos, ilhas e litorais marinhos sob qualquer pretexto.
E para que ninguém possa alegar ignorância desta minha proclamação, eu ordenei que a mesma seja publicada na Inglaterra.

Dado sob minhas mãos a bordo do Chausseur
(ass.) THOMAS BOYLE
Pelo comando do oficial comandado
(ass.) J. J. STANBURY

A proclamação do bloqueio naval contra a Inglaterra não foi uma simples bravata; acabou sendo publicada em terras inglesas. O ultimato foi exposto na Lloyd’s Coffee House de Londres, a mais antiga cafeteria londrina e importante ponto de encontro de mercadores e lobos do mar.
Mesmo tendo tão poucas informações, a declaração de Boyle foi suficiente para alarmar os mercadores ingleses, fazendo os fretes e seguros disparar por alguns dias. Apesar disso, o bloqueio falhou — mas não por ter navios de menos (ou um texto horrivelmente ameaçador). 
Mr. Boyle cometeu sério erro estratégico: ele teria feito muito melhor se também mandasse uma cópia de sua declaração de bloqueio a Napoleão Bonaparte, que certamente se interessaria muito pelo caso.
Pouco se sabe do fim que Boyle teve após a era napoleônica. Mas o Chausseur voltou para casa como o “Orgulho de Baltimore” e um destróier da Segunda Guerra Mundial foi batizado com o nome do capitão que bloqueou a Inglaterra inteira sozinho.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...