>

Se esta invenção fosse registrada hoje, provavelmente iria atrair a ira do PETA se fosse aprovada. Mas La Fayete Wilson Page, de Shrevenport, Louisiana, conseguiu o registro de um “anexo para locomotivas” em 29 de janeiro de 1884. Sua ideia de um aparelho para remover o gado dos trilhos pode ter tido boas intenções, mas mesmo para os animais que pretendia proteger, a engenhoca era perigosa. Ferventemente perigosa. 
No texto da patente norte-americana nº. 292.504, Page explica que 

[…] esta invenção trata-se de um anexo para locomotivas a ser usado para fins de assustar e expulsar cavalos e gado para fora dos trilhos […] Através da biela I a torneira F pode ser aberta, permitindo assim que a água escape da caldeira através da saída D, sendo empurrada com grande grau de força e a considerável distância de modo a ser empregada para assustar cavalos e expulsar o gado dos trilhos.

Em suma: o que Mr. Page inventou era um lançador de água fervente para assustar animais e impedir atropelamentos ferroviários.
É difícil saber, porém, se o sistema chegou a ser implantado ou testado em alguma locomotiva ou impediu algum acidente do tipo. Sobre isso, a patente não diz nada. Também não há qualquer menção a um meio para impedir o acionamento acidental do lança-vapor. 
O mais provável é que, se houve algum teste desse invento, o animal tenha sido não apenas assustado, mas ferido, caindo sobre os trilhos e sendo atropelado de qualquer maneira. Usar o apito e os freios seria muito mais fácil — e barato, já que eram equipamentos presentes na maioria das marias-fumaça.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...