Comigo ninguém pode

ResearchBlogging.org
Dieffenbachia_bauseii_blog.jpg

Eu nunca fui muito de flores, apesar de ter uma tatuada no braço. Sempre gostei mais de plantas, ainda que eu seja uma negação em botânica. A razão é simples: as flores sempre murcham depois de uns dias, enquanto as plantas, se cuidarmos com um pouco de água e carinho, conseguimos manter por muito, muito tempo.
Por isso, quando uma namorada que eu tive, anos atrás, se mudou para sua casa nova, ao invés de flores, eu dei uma planta. Era uma planta linda, com grandes folhas verdes malhadas de branco.
O pai dela não gostou. Era uma ‘Comigo-ninguém-pode’, que, segundo ele, era planta de ‘macumbeiro’. Se essa não era realmente uma razão válida, existe a razão dele não gostar mesmo de nada que fosse dado a ela que não tivesse sido dado por ele – que, tenho de concordar, dava presentes lindos. Apesar de ter uma mãe ‘macumbeira’, eu não sabia de nenhuma propriedade especial daquela planta. Para mim era uma planta bonita, um presente que representava algo que, se cuidado, poderia durar. Mas hoje a gente sabe que existiam razões mais concretas para desmerecer aquele presente.
O Brasil tem uma grande variedade de plantas tóxicas, mas as duas espécies de Dieffenbachia spp (D. picta Schotte e D. seguine Schott) conhecidas como ‘Comigo-ninguém-pode’ são as campeãs de acidentes. Especialmente com crianças.
A ‘Comigo-ninguém-pode’ é muito enganadora. Bonita por fora mas perigosa por dentro. Seu veneno também é enganador, porque não é exatamente como um veneno. São mais como ‘espinhos’, muito pequenos, que estão do lado de dentro.
Coloco espinhos entre aspas porque não são exatamente espinhos. A seiva e os tecidos da ‘Comigo-ninguém-pode’ estão impregnados de cristais de Oxalato de Cálcio, que apesar de serem bonitinhos no microscópio eletrônico, quando entram em contato com as células, fazem um estrago enorme, ativando, na opinião dos pesquisadores do departamento de farmacologia da UFRJ, mecanoreceptores (neurônios sensíveis ao contato) e nociceptores (neurônios ligados a dor) diversos, que disparam uma resposta do tipo inflamatória, com a imediata formação de Edema (inchaço), ainda que não tenha a ver diretamente com o sistema imune.
calcium_oxalate_crystals_blog.jpg
Os acidentes acontecem principalmente com crianças, mas alguns adultos desavisados também, porque levam a planta a boca e o edema acontece na língua e na glote, impedindo a respiração. E essa é outra razão pela qual essa planta é um problema tão grande. Como o inchaço era semelhante ao de uma forte reação alérgica, como aquela desencadeada por quem não pode comer camarão mas come, os médicos tratavam como alergia. Não adiantava nada. Um dia, em alguma uma emergência, alguém, sem saber mais o que fazer, deve ter resolvido colocar um anestésico apenas para aliviar o sofrimento do pobre coitado com a língua inchada. E qual não foi a surpresa quando o edema… diminuiu!
O Eugenol, presente no Cravo-da-Índia, é capazes de reduzir o edema causado pela planta. No estudo em anexo, eles ainda acreditavam que o papel dos critais de oxalato era apenas ‘carregar’ o veneno, que seria outro. Mas os resultados mais recentes, apresentados na excelente palestra do prof. Paulo Melo (Farmaco/UFRJ) no Instituto de Biofísica, mostram que mesmo após múltiplas e diversas lavagens, capazes de remover qualquer substância aderida, os cristais continuam afetando especificamente os neurônios do local exposto a planta. O que o Eugenol faz, assim como outros analgésicos tópicos, é bloquear os canais de sódio dependentes de voltagem dos neurônios, responsáveis pela produção das correntes elétricas que permitem a comunicação com o Sistema Nervoso Central. E sem comunicação com o cérebro, termina a produção das substâncias que induzem a resposta inflamatória (como o CGRP sigla em inglês para ‘peptídeo relacionado ao gene da Calcitonina’) . E o edema diminui.
Você consegue imaginar o estrago que faria na sua língua uma lambida em um cactus? É mais ou menos o mesmo estrago que fazem os cristais oxalato de cálcio na superfície das células da língua. Um cactus pelo menos tem os espinhos a mostra, a gente tem como evitar. Mas esses ‘espinhos’ da ‘comigo-ninguém-pode’ estão escondidos dentro dela.
Se você encontrar uma “comigo-ninguém-pode” pela frente, faça de tudo para se manter afastado.

Dip EC, Pereira NA, & Fernandes PD (2004). Ability of eugenol to reduce tongue edema induced by Dieffenbachia picta Schott in mice. Toxicon : official journal of the International Society on Toxinology, 43 (6), 729-35 PMID: 15109894

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Discussão - 16 comentários

  1. r. disse:

    curiosidade: paracetamol ou ibuprofeno fariam algum efeito?

  2. Mauro Rebelo disse:

    Porque você esperaria que fizessem?

  3. reagentes disse:

    É preciso ficar sempre atento!

  4. Marilia disse:

    Muito bom, querido amigo! Finalmente li esse post. Me lembrei de outra estória parecida: quando ganhei de um namorado um cactus de presente. Também não gostei nem um pouco! Ficou faltando a gente descobrir o que a comigo-ninguém-pode tem a ver com a macumba…

  5. luiz afonso disse:

    uma vez estava em gravatar commeus primos e vi uma comigo- ninguém -pode e em vez de ser branca e verde por fora era rosa , branca , e verde por fora.Eu nao me manti longe dela mas tambem nao toquei nela e nem botei na boca porque uma vez tina estudado na minha escola plantas venenosas e a comigo ninquem pode era uma dessas.Acho que ela engana os adultos e as crianças por causa da sua beleza mais por dentro ela pode levar ate a morte

  6. fabricio disse:

    eu acabei de mi machucar com um espinho de sa planta e to com o dedo inchado aqui eu fasso

    • Pedro Lucas disse:

      Caro Leitor:

      Faça o favor à sociedade de ler mais e se informar antes de comentar algo. A comigo ninguém pode não apresenta espinhos, ela não têm espinhos.

  7. Priscila disse:

    Olá! Adorei o post, mas esqueceu de falar da proteinase dumbcaína. Esta sim, grande responsável pela reação inflamatória tão severa.

  8. essa planta é muito útil pra ornamentar uma casa mas come ela pra vc ver o estrago que ela comete!

  9. christian disse:

    por que voce é venenosa em ?

  10. Ana disse:

    A planta é bela em si é muito usada em casas e estabelecimentos comerciais para afastar “inveja e olho gordo e mal olhado”.Se a folha verdinha dela amarelar ela capta as energias negativas do ambiente e as tranformas em positiva,assim como guiné,arruda,é uma planta mística,e como todas tem seus encantos e suas defesas,nada mais,não expor animais,crianças e adutos curiosos e desavisados,ja é um começo.
    É como se ela falasse “comigo você não pode,sou mais forte que você”

  11. DIEGO disse:

    OI MEU PRIMO ELE ACABOU COMEMDO ESSA PLANTA VENENOZA COMO EU POSSO TRATAR ISSO ELE CHORA DE DOR NOS LABIO POR QUE ESTA TOTAALMENTE ESCHADO COMO CURO ISSO?????

  12. Maria Dirce Triana disse:

    Tenho uma “comigo ninguém pode” plantada em um vaso grande e gostaria de plantar outra coisa junto. Pensei em alecrim ou manjericão, mas fiquei preocupada, pensando que o veneno da planta possa estar impregnada na terra. É possível isso?

  13. juliocesar disse:

    mesmo mas se não deixa no alcance de crianças nem onde alguem fique passando acho que posso ter uma porque é muito linda abraço

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Contadores Sitemeter

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM